Guia dos Trouxas para Harry Potter/Personagens/Bichento


Bichento
  • sexo = Masculino
  • cabelos = ruivos
  • olhos = amarelos
  • família = desconhecido
  • lealdade = Hermione Granger, Sirius Black


Visão GeralEditar

Bichento é o gato de Hermione Granger. Ele é bem grande para um gato, ruivo (pelos amarelos escuros, alaranjados), ele possui listras marrons, seu focinho é quase feio e achatado e seu rabo parece uma escovinha. Embora sua importância para série seja limitada, os leitores perceberam traços de ceticismo em seu comportamento. Na verdade ele é mestiço de Kneazle.

Papel nos LivrosEditar

Aviso aos Iniciantes: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

O Prisioneiro de AzkabanEditar

Bichento entra na história, pulando do alto de umas gaiolas empilhadas na Loja de Animais, no Beco Diagonal, direto sobre a cabeça de Ron, numa tentativa quase bem sucedida de pegar Perebas. Hermione, que pensava em comprar uma coruja, acaba comprando Bichento e o leva para Hogwarts, sob os protesto de Ron, que Perebas nunca mais vai ter sossego com “aquele gato” em volta. Durante a viagem para Hogwarts e muitas outras vezes durante o ano escolar, Bichento tenta pegar Perebas, até mesmo causando problemas para Ron em algumas tentativas. Pelo menos uma vez, Bichento come uma aranha, parecendo fazer isso deliberadamente na frente de Ron, e o garoto se sente muito irritado. Finalmente, somos levados a acreditar que Bichento ataca, fatalmente, Perebas, no dormitório dos garotos.

Harry, mais tarde, vê Bichento em companhia de um enorme cachorro negro, que evidentemente anda seguindo Harry. Isso tranqüiliza Harry, que acreditava que o cachorro fosse o Sinistro; mas, se Bichento pode vê-lo, então ele certamente é real e não um fantasma.

Assim que Ron, Harry e Hermione voltam para o castelo, saindo da cabana de Hagrid, Bichento ataca novamente Perebas, que foi encontrado vivo. Quando Ron e Perebas são arrastados para o túnel sob o Salgueiro Lutador, pelo misterioso cachorro negro, Bichento mostra como fazer a árvore ficar imóvel e Harry e Hermione podem seguir em frente.

Na Casa dos Gritos, é revelado que Bichento fez amizade com Sirius Black, um bruxo Animago, que na forma de cachorro pode se comunicar com Bichento. Foi Bichento quem roubou a lista de senhas de Neville, permitindo que Sirius entrasse na Sala Comunal da Gryffindor, na noite em que Ron foi supostamente atacado, mas na verdade, o alvo era Perebas.

Diversas vezes durante a confusão na Casa dos Gritos, Bichento defendeu Sirius contra Harry, atacando Harry quando este tenta recuperar sua varinha, e sentando sobre o peito de Sirius no local onde Harry mirava para lançar a Maldição Mortal.

Quando eles saem da Casa e Lupin vira lobisomem, Peter Pettigrew agarra a varinha de Ron, estupora o garoto e Bichento, antes de escapar.

Finalmente, quando Sirius dá uma nova coruja para Ron, o garoto a segura sob o nariz de Bichento para obter sua aprovação. Ginny chama a coruja de Pitichinho.

O Cálice de FogoEditar

Bichento está na Toca com Hermione. Nós o vemos caçando gnomos no jardim antes do jantar. Quando Fred solta fogos no momento em que a família se prepara para partir para Londres e o Expresso de Hogwarts, Bichento fica apavorado e ataca o chofer de taxi Trouxa. Ele viaja no mesmo taxi que Harry, Ron e Hermione e todos os três ficam um tanto arranhados.

No Expresso de Hogwarts e através do livro, Bichento é uma presença ocasional, enrolado sobre uma cadeira, pulando no colo de Harry ou de Hermione, e geralmente se comportando da maneira que os gatos fazem. Bichento parece gostar de ganhar um pouco de carinho de Harry ou de Hermione, e as vezes de Ginny, mas não confia muito em Ron.

A Ordem da FênixEditar

No número 12 de Grimmauld Place, vemos Bichento na cozinha brincando com rolhas de cerveja amanteigada e em geral, agindo como um gato. Durante esse livro Bichento é presença ocasional, dormindo numa cadeira, pulando no colo de Harry ou de Hermione e geralmente agindo como todos os gatos agem.

O Enigma do PríncipeEditar

Bichento acompanha Hermione no Expresso de Hogwarts quando eles saem da Toca. Novamente Bichento parece agir como um gato, e praticamente não aparece na história.

As Relíquias da MorteEditar

Nós vemos Bichento aos pés de Hermione, quando ela, Ron e Harry conseguem passar algum tempo juntos entre as preparações para o casamento, na Toca. Bichento agora, se comporta realmente como um gato, simplesmente deitando, enrolado aos pés de Hermione, enquanto ela escolhe livros. Quando Molly Weasley chega de repente, Bichento se arrepia e dispara para debaixo da cama para se esconder.

Quando Harry, Ron e Hermione precisam entrar no tunel sob o Salgueiro Lutador, Ron deseja que Bichento estivesse junto para apertar o nó que faz a árvore parar. Com palavras que fazem recordar algo que Ron havia dito no primeiro livro, Hermione diz, “Você é um bruxo, ou o quê?” Ron caindo em si, usa o primeiro feitiço que ele aprendeu na vida, Wingardium Leviosa, para empurrar um galho contra o nó e parar a árvore.

Pontos FortesEditar

Os acontecimentos no terceiro livro, mostram Bichento muito mais inteligente que o comum dos gatos. A principio não reparamos nisso, uma vez que todos os animais companheiros dos bruxos, incluindo Hedwig, Trevor, Perebas e (mais tarde) Pitichinho, parecem muito mais inteligentes do que o equivalente Trouxa. Quando a inteligência de Perebas é explicada e sua verdadeira natureza é revelada, a inteligência de Bichento só pode ser deduzida pelo fato dele ser produto do cruzamento com Kneazle. Sendo meio-gato, Bichento está sempre armado, e ele claramente não tem medo de usar suas garras e dentes, quando sente que é necessário.

Pontos FracosEditar

A habilidade de Bichento de se comunicar é naturalmente limitada pelo fato de ser um gato.

Relacionamentos com Outros PersonagensEditar

Bichento é o gato de Hermione; eles se gostam muito. Quando Hermione comprou Bichento, a bruxa da Loja de Animais contou para ela que ele já estava lá há algum tempo; entendemos que, muito poucos bruxos ou bruxas estiveram interessados nele, ou talvez ele não estivesse interessado em nenhum.

A autora, descrevendo a origem do personagem, diz que ela se baseou num gato Trouxa, que ficava perambulando em volta das pessoas que tomavam sol numa praça, olhando com pouco caso e evitando ser acarinhado. Ela diz que apenas pegou emprestada sua aparência para Bichento, talvez no inicio, tenha sido esse o traço principal do personagem.

Bichento está constantemente tentando atacar Perebas, que é o rato pet de Ron. Inicialmente ele parece fazer isso, porque simplesmente não confia em Perebas (ele pode ter desconfiado que Perebas não é o que parece ser). Mais tarde, ele tenta agarrar Perebas a pedido de Sirius Black, que reconheceu Perebas como sendo Peter Pettigrew e o quer, longe da proteção de Hogwarts. Ron é claro, está tentando defender Perebas de Bichento, e fica quase sempre, no meio da confusão. Como acontece no terceiro livro, quando os dois estão praticamente sempre brigando um com o outro, e o fato de não se gostarem já deixou péssimas lembranças, o suficiente. Ron, embora respeite Bichento e suas habilidades, não consegue se sentir confortável com ele. Com outras pessoas, Bichento é mais neutron, aceitando carinho e pronto para brincar. Ele é um gato clássico com Harry e Ginny, subindo no colo para uma soneca ou brincando com rolhas de cerveja amanteigada.

AnáliseEditar

A aparente enorme inteligencia de Bichento, como foi mostrada no livro três, junto com sua cara amassada, já levou mais de um leitor a acreditar que ele poderia ser um Animago, até mesmo talvez, Regulus Black. Há um precedente na série de um Animago não registrado, acreditado morto, que ficou na forma de animal durante diversos anos. No entanto, the author has denied this a autora negou isso, de fato ela declarou while discussing his origins, que Bichento é meio Kneazle.

PerguntasEditar

SpoilerEditar

Aviso aos leitores de nível intermediário: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

Visão CompletaEditar