Guia dos Trouxas para Harry Potter/Personagens/Ginny Weasley


Ginny Weasley
  • sexo = feminino
  • cabelos = vermelhos (ruivos)
  • olhos = castanhos
  • família =

Arthur Weasley (pai)
Molly Weasley (mãe)
Charlie Weasley (irmão mais velho)
Bill Weasley (irmão mais velho)
Percy Weasley (irmão mais velho)
Fred e George (irmãos gêmeos mais velhos)
Ron Weasley (irmão mais velho)

  • lealdade = Albus Dumbledore

Visão GeralEditar

Ginevra "Ginny" Molly Weasley é a única filha mulher e a criança mais nova de Arthur e Molly Weasley. Ela entrou para Hogwarts e foi escolhida para a Gryffindor. Ela é um ano mais nova do que seu irmão Ron e do que Harry. A autora diz que o aniversário de Ginny é dia 11 de agosto de 1981, o que a faz exatamente um ano mais nova do que Harry (cujo aniversário é dia 31 de julho de 1980), e 17 meses mais nova do que Ron cujo aniversário é 1º de março de 1980.

Papel nos LivrosEditar

Aviso aos Iniciantes: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

A Pedra FilosofalEditar

Ginny duas rápidas aparições nesse livro, primeiro quando Harry sobe a bordo do Expresso de Hogwarts e depois quando ele retorna da escola. Seu interesse por Harry está então estabelecido.

A Câmara SecretaEditar

A paixão de Ginny por Harry é evidente. Quando Harry chega à Toca, ela rapidamente corre e se esconde. Quando Harry e Ron sobem as escadas, eles têm uma visão rápida de Ginny no quarto dela antes que ela feche a porta, fazendo Ron comentar que ela normalmente é extrovertida. Mais tarde quando Harry entra na cozinha para o café da manhã, Ginny derruba seu mingau. Quando Harry fala diretamente com ela, ela fica extremamente corada e enfia o cotovelo no pote de manteiga, coisa que apenas Harry percebe.

Na Floreios e Borrões, no Beco Diagonal, Ginny fica na fila, como todo mundo para encontrar Lockhart; Harry, mortalmente envergonhado depois que Lockhart o explorou publicamente, coloca os livros que Lockhart lhe deu dentro do caldeirão de Ginny. Draco Malfoy aparece, implicando com Harry e zombando que ele adora publicidade. Quando Ginny defende Harry, Draco zombeteiro sugere que ela é namorada do garoto. O pai de Draco, Lucius Malfoy aparece, e observando os livros de segunda mão de Ginny, faz pouco e depois os devolve ao caldeirão de Ginny.

Ginny aparece durante todo o livro, sempre parecendo doente e mal. Isso é especialmente notável em 14 de fevereiro, quando o Professor Lockhart arranjou anões para imitarem Cupidos e entregarem cartões do Dia dos Namorados pela escola; um deles agarra Harry para entregar um poema aparentemente enviado por Ginny. No processo de entregar o poema, o conteúdo da sua mochila se espalha pelo chão, incluindo um livro chamado “O Diário Muito Secreto”; Draco o pega embora Ron e Harry também o queiram. Ginny sai correndo, no entanto, aparentemente muito chateada; somos levados a crer que foi apenas porque ela ficou envergonhada pelo poema do Dia dos Namorados.

Quando a Professora McGonagall anuncia no café da manhã, que as vítimas petrificadas pelo monstro da Câmara logo serão revividas, Ginny se aproxima de Harry e Ron para dizer algo, mas Percy, subitamente aparece e fazendo pouco a interrompe, deixando Ginny tão chateada que ela vai embora correndo.

Com as informações providenciadas por Hermione, Harry e Ron descobrem que o monstro é um Basilisco. Da conversa que tiveram com Aragogue, a aranha gigante, eles deduzem que a entrada da Câmara fica no banheiro da Murta-Que-Geme. Quando eles estão a ponto de contar para a Professora McGonagall o que descobriram, eles escutam que Ginny foi levada para a Câmara Secreta.


Harry e Ron, com a ajuda de Lockhart (forçado), localizam e entram na Câmara Secreta para resgatar Ginny; Lockhart tenta um feitiço para apagar a memória dos garotos mas, com a varinha quebrada de Ron, o feitiçço atinge o teto da gruta fazendo desabar e os separando de Harry.

Harry parte para a Câmara, encontrando Ginny inconsciente e cada vez mais fraca, e uma espécie de fantasma de Tom Riddle. Riddle explica que usou o diário para convencer Ginny, forçando-a a abrir a Câmara e libertar o monstro. Agora ele está drenando a vida dela para restaurar a sua. Riddle também revela que ele é Lord Voldemort. Harry mata o monstro, depois destrói o diário, fazendo o fantasma de Riddle desparecer e restaurando a consciência de Ginny.

Juntos com Ron e Lockhart, eles voltam à superfície. Ginny reencontra seu pai e sua mãe, enquanto Harry explica a todos que ela estava sendo controlada por Voldemort.

Com a ajuda de Dobby, Harry percebe que foi Lucius Malfoy quem colocou o diário de Riddle dentro do caldeirão de Ginny na Floreios e Borrões. O Professor Dumbledore muito seriamente avisa Lucius que, caso apareça algum outro objeto de Riddle, Arthur Weasley será capaz de localizar de onde veio. Finalmente no Expresso de Hogwarts, indo para casa, Ginny revela porque Percy a impediu de falar mais cedo, com Harry e Ron, é porque ele sabia que ela o tinha visto beijando sua namorada, Penelope Clearwater, e pensou que Ginny ia contar isso.

O Prisioneiro de AzkabanEditar

O papel de Ginny nesse livro é pequeno. Ela está no Caldeirão Furado quando Harry se encontra com os Weasleys e Hermione para se prepararem para a escola. Ron corre com ela no Expresso de Hogwarts para que ele, Harry e Hermione possam ter uma conversa particular. Quando o trem é inspecionado pelos Dementadores, Ginny volta para o compartimento do Trio assim como Neville; ela está presente quando Harry desmaia. Ela mesmo é afetada pela presença dos Dementadores, embora não de maneira tão séria quanto Harry; Neville acha que foi pelo trauma de ser possuída por Voldemort.

O Cálice de FogoEditar

Ginny está presente quando Harry chega, logo depois de Mr. Weasley brigar com Fred e George por terem deixado um caramelo incha-língua cair na frente de Duda, deixando o garoto com uma língua imensa. Logo depois, Ron conta a Harry que Ginny deu o nome de Pichitinho para sua coruja.

Ginny assiste a Copa do Mundo de Quadribol com Harry, Ron, Hermione, Fred, George, Percy, Charlie, Bill e Mr. Weasley. Ginny e Hermione reclamam por ter que acordar tão cedo, mas Mr. Weasley explica que centenas de milhares de bruxos indo a um evento, causam problemas logísticos; aquele cujos ingressos são mais baratos tem chegar cedo e esperar todo o tempo. Quanto ao dono do espaço do acampamento, ele tem que ter sua memória enfeitiçada, constantemente e Ginny comenta que Ludo Bagman sendo Diretor dos Esportes e Jogos Mágicos, não deveria ficar andando por ali com seu uniforme de Batedor. Depois do jogo, os Comensais da Morte criam uma confusão no acampamento. Mr. Weasley manda os Weasleys mais novos, mais Harry e Hermione, para o meio das árvores em busca de segurança, embora que Ginny e os gêmeos acabaram separados dos outros. Quando a confusão se acalma, os três retornam às suas tendas sãos e salvos.

Logo antes do Baile de Inverno, vemos Ginny confortando um Ron infeliz porque seu convite para o baile feito à Fleur, foi recusado. Depois de ouvir que Cho Chang também recusou o convite de Harry, Ron sugere que ele leve Hermione e Harry vá com Ginny. Mas, as meninas já tinham acompanhantes. Ginny vai com Neville, que pisa nos pés dela o tempo todo quando estão dançando. Hermione vai com Viktor Krum. No Baile de Inverno, Ginny encontra Michael Corner e logo eles começam a namorar.


A Ordem da FênixEditar

Ginny tem um papel maior nesse livro e entra em nossa história em Grimmauld Place, o Quartel General da Ordem da Fênix. Logo depois que Harry despeja suas frustações sobre Ron e Hermione, eles se juntam a Fred, George e Ginny. Eles informam a Harry que Percy abandonou a família. Depois do jantar, Sirius Black propõe que Harry seja atualizado das operações atuais da Ordem da Fênix; eles permitem que Ron, Hermione, Fred e George escutem, mas Ginny, sai protestando aos gritos e mesmo assim é enviada para a cama.

Vemos Ginny de passagem uma poucas vezes durante os dias seguintes. Ela também está trabalhando para tornar Grimmauld Place habitável outra vez, removendo e destruindo objetos e materiais de magia negra, e acabando com as infestações de pragas mágicas.

Ela se junta à festa de comemoração quando Harry volta livre da audiência, e está presente na comemoração de Ron e Hermione que se tornaram Monitores.

Quando Fred e George enfeitiçaram seus malões da escola para voar pela escada, evidentemente machucaram Ginny, embora ela tenha ficado curada a tempo de pegar o trem. Já a bordo Fred e George saem para conversar com Lee Jordan, e Ron e Hermione vão para o vagão dos monitores, deixando Harry e Ginny para dividir o compartimento com Neville e uma garota da Ravenclaw que Ginny apresenta como Luna Lovegood. Depois de limpar todo o compartimento depois que Neville molhou todo mundo com o líquido verde escuro, pegajoso e mal cheiroso da sua planta.

Ginny está entre os 28 alunos (Harry, Ron, Hermione e outros 25) que se apresentam ao primeiro encontro do grupo que vai se tornar a Armada de Dumbledore no Cabeça de Javali. Depois Hermione comenta que Michael Corner com certeza participou apenas por causa de Ginny. Ela diz que Ginny deixou Harry de lado; encontrando Michael no Baile de Inverno, ela começou logo a namorá-lo. Ron decide que não gosta de Michael Corner.

Depois do Decreto Educacional Nº 24, Ginny fica achando que a AD não vai mais poder se reunir, mas Harry reafirma que vai continuar como foi planejado. Ela sai para contar para Michael Corner, e através dele, os membros da Ravenclaw ficam sabendo também.

No primeiro encontro na Sala Precisa, Hermione sugere darem um nome ao grupo; Cho Chang sugere Associação de Defesa (DA); Ginny acha melhor Armada de Dumbledore (AD), que tem as mesmas iniciais e representa o maior medo do Ministério da Magia, que os obrigou a suportar Dolores Umbridge como professora de DCAT. Sua sugestão é aprovada por unanimidade.

Depois que Umbridge impede Harry, Fred e George de jogar Quadribol, Ginny fica no lugar de Harry como Apanhadora.

Quando Harry tem uma visão de Mr. Weasley sendo atacado por uma serpente, Dumbledore envia Harry, Ron, Fred, George e Ginny para Grimmauld Place através de um portal. Lá os Weasleys pedem para ver o pai imediatamente, mas Sirius insiste que é muito perigoso e avisa que eles devem esperar sua mãe retornar. Eles esperam ansiosamente até que Molly Weasley avise que Mr. Weasley vai sobreviver. No hospital, Harry e Ginny ouvem a conversa de Mr. Weasley, Mrs. Weasley, Tonks e Alastor Moody, usando as Orelhas Extensíveis dos gêmeos. Depois que Moody sugere que Harry poderia estar possesso por Voldemort, Harry se isola, acreditando que ele está colocando os outros em perigo. Hermione tira Harry do isolamento, obrigando-o a falar com ela e com os outros. Ginny, que foi possuída por Voldemort, fala de sua experiência, dizendo que se não há grandes falhas em sua memória, então Harry não está possuído, aliviando Harry profundamente.

Quando estão visitando Mr. Weasley no Dia de Natal, no Hospital St. Mungo,Harry, Ron, Ginny e Hermione vão até a lanchonete. No caminho eles são vistos por Gilderoy Lockhart, que ainda está internado. Quando estão visitando Gilderoy, eles também vêem Broderick Bode, que ainda não consegue falar. Também encontram Neville e sua avó Augusta Longbottom, que estão visitando os pais de Neville, Frank e Alice Longbottom. Neville fica horrivelmente envergonhado que eles tenham visto seus pais, que foram torturados pelos Comensais da Morte até perderem a razão.

Próximo ao jogo da Gryffindor contra a Hufflepuff, e Angelina Johnson a capitã do time da Gryffindor, está muito chateada porque seu time está indo mal, especialmente Kirke e Sloper, os dois batedores que substituíram Fred e George. Ginny aparentemente voa muito bem e Hermione explica que Ginny entrava no armário de vassouras dos Weasley há anos e já tinha voado em todas as vassouras deles. Embora os péssimos batedores, a Gryffindor perde por apenas 10 pontos quando Ginny pega o Pomo.

Logo antes das Férias de Primavera, Harry vê as lembranças do Professor Snape, que estão guardadas na Penseira de Dumbledore. Essa lembrança é tão perturbadora que afasta permanentemente toda a visão idealizada que Harry tinha de seu pai, James; para evitar discutir o fato com alguém, ele atribui o fato de estar chateado ou infeliz ao rompimento com Cho Chang. Ginny sugere que ele fale com Cho, mas Harry diz que preferia falar com Sirius mas que isso é impossível; a única maneira seria através de uma lareira que não é monitorada, a do escritório da Umbridge. Ginny diz que os gêmeos a fizeram crer, que nada é impossível. Logo, os gêmeos dizem a Harry que estão planejando uma distração, e sugerem que ele use isso para entrar no escritório da Umbridge para conversar com Sirius.

Harry teve uma visão de Sirius sendo torturado por Voldemort e quer contactar Grimmauld Place para ver se Sirius está bem. Ao ouvir o Trio discutir esse assunto, Ginny e Luna Lovegood, decidem tomar conta da porta da Umbridge enquanto Harry contacta Sirius pela Rede do Flu. No entanto eles não enganam Umbridge, e Harry, Hermione, Ron, Ginny, Luna e Neville são capturados pelo Esquadrão Inquisitorial. Hermione engana Umbridge dizendo que existe uma arma escondida na Floresta Proibida. Ginny e os outros são deixados como reféns no escritório da Umbridge, enquanto a diretora vai com Harry e Hermione investigar.

Depois de aplicar um bem executado Bat-Bogey hex (azaração para combater bicho-papão) e deixar Draco incapacitado, Ginny junto com Ron, Luna e Neville fogem e encontram Harry e Hermione. Luna sugere voar até o Ministério da Magia nos Thestrals e salvar Sirius. Ginny fica na dúvida se quer voar em algo que não consegue ver, mas corajosamente acompanha Harry e os outros até Londres.

Emboscados pelos Comensais da Morte, ela, Luna e Ron se separam de Harry, Hermione e Neville. Os dois grupos se reúnem na antecâmara; Ginny aparentemente tem o tornozelo quebrado e tem que ser carregada até a Sala do Cérebro, quando os Comensais os encontram. Ali ela fica sentada, aparentemente atingida por um feitiço de estuporar e não toma mais parte na batalha.

Harry visita Ron, Hermione e Ginny na ala hospitalar. Ginny aparentemente está quase boa, mas Ron e Hermione precisam de mais tempo para ficarem bem. Luna e Neville também estão de visita; Umbridge também está presente, se recuperando do seu encontro com os centauros. O grupo mal pode conter o riso quando Ron faz pocotó, pocotó como as patas dos cavalos, fazendo com que a mulher traumatizada se erga na cama e olhe apavorada para todos os lados.

No Expresso de Hogwarts a caminho de casa, Harry, Ron, Hermione e Ginny dividem um compartimento. Quando Cho Chang passa por ali, Hermione comenta que Cho está namorando Michael Corner. Ron fica surpreso, mas Ginny explica que, quando ela pegou o Pomo no jogo contra a Ravenclaw, Michael foi confortar Cho ao invés de comemorar com Ginny, então ela lhe deu o fora. Quando Ron sugere, olhando furtivamente para Harry, que ela agora deveria escolher melhor, Ginny avisa que está namorando Dean Thomas. Ron parece estressado com essa revelação.

O Enigma do PríncipeEditar

Ginny entra na nossa história logo assim que Harry chega à Toca tarde da noite. Na manhã seguinte, depois que Ron e Hermione acordam Harry, Ginny comenta algo reclamando “dela”. Essa misteriosa mulher é logo identificada quando Fleur Delacour aparece com o café da manhã de Harry, seguida por uma contrariada Mrs. Weasley. Ginny, percebendo que Fleur está cheia de si demais, deu a ela o apelido de "Phlegm" (fleuma).

Mrs. Weasley espera que Bill, se desinteresse dela e passe a gostar de Nymphadora Tonks, mas todo mundo acha que, Tonks está deprimida desde a Batalha no Departamento de Mistérios, e não há chance disso dar certo.

Ginny e os outros vão comprar os materiais da escola no Beco Diagonal. Quando visitam a loja de Fred e George, os gêmeos chateiam Ginny por causa de seus namorados, mas ela simplesmente se recusa a conversar sobre o assunto. Apaixonada por um Pygmy Puff (possivelmente uma variedade dos Puffskein), ela compra um e dá a ele o nome de Arnold.

No Expresso de Hogwarts, encontramos o Professor Slughorn que recomeçou seu "Slug Club", e convida Harry para o almoço. Chegando ao compartimento de Slughorn, Harry fica surpreso ao encontrar Ginny ali, especialmente porque os outros alunos que Slughorn apresenta são relacionados ou conectados com bruxos e bruxas famosos.Mas, depois de ver uma impressionante azaração de bicho-papão (Bat-Bogey Hex) lançada por Ginny, Slughorn a convidou. Harry foi convidado por razões óbvias, e Neville por causa da fama de seus pais entre a comunidade bruxa. Slughorn pergunta a Harry sobre a batalha no Ministério, parecendo esquecer que tanto Ginny quanto Neville estavam lá. Harry, Neville e Ginny se recusam a falar sobre o assunto para o desapontamento de Slughorn.

Na aula de Poções, Harry recebe um velho livro texto que contém muitas revisões de formulas comuns. Seguindo suas instruções, ele supera todos na primeira aula. Harry sente um aroma de flores na poção do amor, que mais tarde reconhecendo sendo o perfume de Ginny. Mais tarde Ginny, pergunta nervosa se ele está usando instruções de um livro. Harry relembra o Diário de Tom Riddle do livro dois. Hermione também lembra e imediatamente, testa o livro com relação a qualquer magia negra, mas não encontra nada. No entanto, ao colocar o livro em sua mochila, Harry percebe uma pequena anotação escrita por dentro da capa que diz que o livro pertence ao Príncipe Mestiço.

Como, como capitão do time, comanda os testes. Ginny é selecionada como Apanhadora, junto com Katie Bell e Demelza Robins.

Antes do primeiro fim de semana de Hogsmeade, Ginny entrega a Harry uma mensagem de Dumbledore marcando um horário para a próxima lição. Ela comenta que de repente eles vão se ver em Hogsmeade; ela vai com Dean Thomas. Depois que Katie Bell fica mal por causa de um colar enfeitiçado, Harry recruta Dean para o lugar dela no time de Quadribol. No primeiro treino, Ron aborrecido com o namoro de Ginny e Dean e sofrendo de nervosismo geral, joga horrivelmente; Dean, Ginny e Demelza jogam muito bem e Harry dá parabéns a eles. Quando retornam à Sala Comunal, Harry e Ron descobrem Ginny e Dean se beijando num canto; Ron fica furioso e Harry se sente extremamente ciumento e chega a pensar em enfeitiçar Dean, mas se contem. Ginny zomba de Ron, dizendo que ele só está aborrecido porque nunca namorou ninguém, e vai embora. Nesse ponto Harry percebe seus sentimentos com relação à Ginny.

No jogo seguinte, o locator Zacharias Smith critica Harry por escolher Ron e Ginny como membros do time, mas se cala ao ver que Ron bloqueia todas as bolas e Ginny marca quatro dos seis gols contra Slytherin. No final do jogo, Ginny “esquece de freiar” enquanto ganha velocidade na corrida da vitória, e acerta o pódio onde está o locutor fazendo Smith se estatelar no chão. Conversando com Luna Lovegood, ela diz a Harry que Ginny sempre a defendeu, calando a boca de quem a chamava de "Loony" (aluada, tonta).

Quando Harry e Ron estão na Toca para o Natal, Fred e George implicam com Ron ao descobrirem através de Ginny de seu namoro com Lavender Brown. Percy inesperadamente chega com Rufus Scrimgeour com a desculpa de visitar a família. No entanto, isso é uma artimanha para Scrimgeour tentar recrutar Harry como peão (para obedecer e trabalhar para o Ministério); Ginny, Fred e George todos querem créditos por terem jogado parsnips ( cherovia ou chirívia ou pastinaca é uma raiz que se usa como hortaliça, relacionada com a cenoura) que apressaram a partida de Percy.

Ao retornarem a Hogwarts, Ginny parece pouco entusiasmada quando comenta que prometeu encontrar Dean, de alguma forma encorajando os sentimentos de Harry. Porém ele relembra a reação de Ron ao descobrir o namoro de Ginny com Dean, e fica com medo que Ron se torne seu inimigo, até mesmo para sempre. É claro que Ginny está ao lado da cama de Ron, enquanto ele se recupera de ter sido envenenado em seu aniversário.

No jogo seguinte de Quadribol, Harry fica injuriado, quando Cormac McLaggen ao demonstrar como se usa de maneira correta um taco de batedor, acerta um balaço direto sobre Harry acertando em cheio. Quando Harry deixa a ala hospitalar, Hermione diz a ele que Ginny e Dean tiveram uma briga porque Dean achou engraçado o fato de Harry ter sido atingido. Harry tenta esconder seu entusiasmo achando que o namoro de Ginny e Dean tenha chegado ao fim.

Hermione sugere que Harry use sua poção Felix Felicis para ajudá-lo a obter a lembrança que Dumbledore deseja, de Slughorn. Harry no inicio fica relutante; ele estava guardando a poção para algum propósito vagamente definido, algo a ver com Ginny e Dean se separando. Eventualmente, ele toma um pouco, e, escondido sob a Capa da Invisibilidade, sai pelo buraco do retrato, mal esbarrando em Ginny quando ela entra com Dean. Ginny reclama com Dean por ajudá-la quando ela não precisa de ajuda. Na manhã seguinte, Ginny e Dean terminaram o namoro. Ao mesmo tempo que isso abre para Harry, uma oportunidade, também cria um problema: será que os dois ex-namorados vão poder jogar no mesmo time, se ficam brigados? Felizmente Katie Bell retorna de St. Mungo no mesmo dia.

Tendo McLaggen ido embora e Katie estando de volta, o Quadribol é muito mais divertido. Ginny, em especial, é a vida do time, fazendo acrobacias e piadas. Harry fica feliz por ter a oportunidade de interagir com ela, mas ainda teme a reação de Ron se começar a namorar sua irmã.

Quando Harry recebe castigo por ferir Draco, tendo que trabalhar aos sábados com Snape, Ginny fica como Apanhadora e Dean como batedor; Harry aparentemente percebe que não há animosidade entre eles.

Retornando do castigo no dia da final do Quadribol, Harry vai direto para a festa, eles ganharam a Taça. Ginny, vendo-o entrar, corre para os braços de Harry e ele a beija; depois Harry tem a aprovação de Hermione, e mais importante, a de Ron.

Ginny e Harry ficam felizes juntos. Seu trabalho em Poções sofreu muito desde que ele escondeu o velho livro texto, mas Slughorn atribui isso ao seu florescente romance com Ginny.

Durante a Batalha da Torre, Harry vê Ginny lutando com Amycus Carrol e corre para ajudá-la. Depois que a batalha acaba, é Ginny quem tira Harry de perto do corpo de Dumbledore, até a ala hospitalar onde ele conta tudo a Minerva McGonagall.

Ginny com Ron e Neville, ficam de guarda na entrada da Sala Precisa; quando Draco sai, ele joga o Pó Peruano da Escuridão Instantânea, fazendo tudo ficar escuro. Ginny e Ron haviam tomado um pouco da poção Felix Felicis, e saíram ilesos. Por sorte eles correm até Lupin, que descobriu os Comensais sob a Torre de Astronomia e alertou os membros da Ordem.

Harry e Ginny passam juntos todo seu tempo livre. Eles sentam lado a lado no funeral de Dumbledore, mas, assim que termina Harry diz a Ginny que eles precisam se separar. Voldemort ataca as pessoas que ele ama, e Harry se recusa a colocar Ginny em perigo. Ginny fica com o coração partido mas compreende.

As Relíquias da MorteEditar

Apenas Ginny e Mrs. Weasley estão na Toca quando Harry chega de sua fuga da rua dos Alfeneiros; os outros membros da família Weasley chegam logo depois. Nos dias seguintes, Mrs. Weasley coloca Ginny e o Trio para trabalhar para a festa do casamento de Bill e Fleur, aparentemente uma tentativa para atrasar a missão do Trio. Harry comenta com Ginny que Mrs. Weasley deve estar esperando que outra pessoa mate Voldemort enquanto Harry está fazendo salgadinhos; Ginny, assustada, compreende a implicação, não intencional de Harry sobre sua missão, embora Harry tente sem sucesso distrair seus medos. Ela fica bem ciumenta quando a irmãzinha de Fleur olha para Harry com interesse.

No aniversário de Harry, Ginny não tem nada para dar a ele. Ao invés ela o chama até seu quarto e o beija, dando a Harry “algo para se lembrar dela”; Ron interrompe, e puxando Harry de lado, avisa a ele, zangado sobre evitar dar a Ginny falsas esperanças; Harry promete que não vai acontecer de novo, mas nos dias seguintes , ele se pega olhando para Ginny, antes de lembrar que não deve. Ele também tem dificuldades de controlar seu ciúme quando Viktor Krum mostra interesse por ela na recepção do casamento.

Quando cai o Ministério e Harry, Ron e Hermione fogem rapidamente, Harry se preocupa com Ginny até que o Patrono de Mr. Weasley informe que todos da família estão bem.

Quando Ted Tonks e seu grupo acampam próximo do Trio, ouvimos dizer que Ginny estava envolvida numa tentativa de roubar a Espada de Gryffindor, do escritório do Diretor. Harry fica aliviado ao saber que ela apenas ficou de castigo com Hagrid na Floresta Proibida.

Entre o Natal e sua captura pelos Snatchers, em março, Harry sempre observa o pontinho que marca Ginny no Mapa do Maroto, imaginando o que ela estará fazendo em Hogwarts.

Na Batalha Final, Ginny vai ajudar a Armada de Dumbledore a parar Voldemort. Quando Cho Chang, a ex namorada de Harry se oferece para mostrar a ele a Sala Comunal da Ravenclaw para ver a estátua, Ginny, com ciúmes sugere que Luna vá em lugar dela.

Ginny se rebela quando é proibida de participar da Batalha Final. Ela finalmente aceita ficar na Sala Precisa até que Harry a libera para procurar pelo Diadema de Ravenclaw. Ela dá a ela instruções estritas de ficar por perto, de modo que ela possa voltar assim que tenha feito, mas, quando ele vai embora, ela some.

Quando Harry parte para a Floresta Proibida para encontrar Voldemort, ele passa por Ginny nos terrenos, ajudando uma garota caída. Embora ele queira desesperadamente avisar que está ali e como gosta dela, ele percebe que não conseguirá prosseguir se parar, e então, segue para o seu destino. Ele acha que ela sente sua presença quando passa. Ela é a última pessoa em quem ele pensa antes de “morrer”.

Na última batalha na escola, Ginny é uma das três alunas duelando com Bellatrix Lestrange. Bellatrix acerta as três quando Mrs. Weasley entra na luta, mas Ginny não se machuca.

No final da batalha, quando se misturam a celebração e o luto, Harry deixa Ginny chorando pela morte de Fred junto com seus pais, sabendo que ele e Ginny terão muito tempo para ficar juntos.

No final, que ocorre 19 anos depois, sabemos que Harry e Ginny estão casados e tem três filhos: Lily Luna, James Sirius e Albus Severus.

Pontos FortesEditar

  • Os irmãos de Ginny e sua família são o motivo dela ter uma força interior e orgulho.
  • Ginny é muito engraçada e não tem medo de falar.
  • Ela é muito bonita e isso contribui em muito para a confiança que tem em si mesma.
  • A matéria onde ela se sai melhor é Feitiços, como já foi mostrado, numa espécie de maneira engraçada, por seu avançado e freqüente feitiço 'Bat-Bogey Hex,' que também é observado pelo Professor Slughorn no livro 6.
  • Ginny é capaz de mandar Harry se calar quando é preciso, animá-lo quando preciso, e consegue controlar o temperamento dele e seu complexo de culpa.

Pontos FracosEditar

Ainda não sabemos de que Ginny tem medo. No entanto, vimos no livro 3, que ela tem medo de ser controlada por Lord Voldemort. Mas parece, que no quinto ano de Harry, ela já aprendeu a controlar o medo. No livro cinco, capitulo 23, ela fala com Harry tranquilamente sobre sua experiência quando Voldemort a controlou.

Relacionamentos com Outros PersonagensEditar

Os relacionamentos românticos serão analisados numa seção separada (em maiores eventos).

  • Michael Corner: Ginny o encontra no Baile de Inverno o namora até o livro cinco. Ela termina com ele, depois que o time dele perde para o dela no Quadribol. “Ele ficou muito mal, então eu dei o fora nele e ele correu para confortar Cho”.
  • No final do quinto ano de Harry e durante quase todo o sexto ano, Ginny está namorando Dean Thomas.
  • Quando o sexto livro termina, ela já está namorando Harry. No final do livro, Harry termina com ela, explicando que se namorá-la, com certeza Voldemort vai fazer algum mal a ela. O término do namoro não termina o relacionamento; ele recomeça no sétimo livro, e no epílogo desse livro é revelado que eles se casaram.

O papel de Ginny na série é basicamente romântico, Ela é, é claro, a irmã de Ron, com todas as ligações que isso acarreta.

Durante a série, ela estabelece uma forte amizade com Hermione. Nós observamos essa amizade nascer no livro três e, mais tarde ela parece ser bem forte.

AnáliseEditar

PerguntasEditar

SpoilerEditar

Aviso aos leitores de nível intermediário: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

Visão CompletaEditar

Podemos achar que Ginny poderia ser um Horcrux, visto que no livro seis descobrimos que o Diário era, de fato um Horcrux, e em A Câmara Secreta, Tom Riddle nos diz que “Ginny derramou sua alma para mim”. Mais tarde, ele prossegue “Eu fico mais poderoso, muito mais poderoso que a pequena Miss Weasley. Poderoso o bastante para contar a Miss Weasley alguns de meus segredos, para estar derramando um pouco de minha alma de volta para ela...”

Parece que Ginny não se tornou um Horcrux, mas apenas foi “possuída” por Voldemort, como Dumbledore explica a Harry. No quinto livro, Ginny explica a Harry o que sentiu quando foi possuída por Voldemort. Ela nunca havia mencionado isso antes. O Professor Dumbledore especula que a serpente, Nagini, deve ser um Horcrux, de acordo com seu comportamento. Por isso, se Ginny fosse um Horcrux, seu comportamento também seria estranho. Além do mais, se Voldemort queria matar Ginny, no livro dois, fazer dela um Horcrux seria caso perdido.