Guia dos Trouxas para Harry Potter/Personagens/Hedwig


Hedwig
  • sexo = feminino
  • cabelos = penas brancas
  • olhos = amarelos
  • família = desconhecido
  • lealdade = Harry Potter

Visão GeralEditar

Hedwig é a coruja de estimação de Harry. Uma vez que a correspondência é enviada por corujas no mundo mágico, ela tem um papel importante na vida de Harry. Mais do que isso, ela é uma grande companheira de Harry; às vezes Harry acha que Hedwig é a única amiga que tem.

Papel nos LivrosEditar

Aviso aos Iniciantes: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.


A Pedra FilosofalEditar

Harry pode levar para Hogwarts, um sapo “ou” um gato “ou” uma coruja de acordo com a lista de materiais. Hagrid, que o levou ao Beco Diagonal para comprar os materiais da escola, decide comprar um pet para Harry como presente de aniversário. Ele diz que sapos, são coisa do tempo antigo e vão rir dele, além disso ele não gosta de gatos, então Hagrid leva Harry ao Eeylops Owl Emporium e compra para ele uma coruja das neves. De volta à casa dos Dursleys, Harry decide dar o nome de Hedwig à sua coruja, um nome que encontrou no livro texto “A História da Magia”.

Na Estação de King´s Cross, enquanto ele tenta achar a Plataforma 9 e 3/4, Harry percebe que a gaiola de Hedwig no algo de seu carrinho de bagagem o torna uma pessoa fora do lugar na estação. Quando ele vê uma família passar por ele falando sobre Trouxas, ele começa a achar que talvez consiga encontrar o caminho para a plataforma. Mas ele só tem coragem de se aproximar quando vê que um deles tem uma coruja na gaiola. Mais tarde vamos saber que essa é a coruja da Família Weasley, Hermes, que pertence a Percy.

Durante a primeira semana na escola, Hedwig ocasionalmente voa junto com as corujas do correio no café da manhã, para piar carinhosamente na orelha de Harry e ganhar um pedacinho de torrada antes de voar para dormir no Corujal. Na sexta feira, ela traz um bilhete de Hagrid, convidando Harry para o chá depois da aula. Harry imediatamente manda uma resposta dizendo que vai gostar muito de ir.

Quando Harry, Ron e Hermione planejam chamar Charlie Weasley para buscar o dragão de Hagrid, Norbert, levá-lo para a Romênia e soltá-lo na natureza, é Hedwig quem traz a resposta de Charlie. Portanto já sabemos que quem levou a carta até Charlie foi também Hedwig.

Na câmara, com o jogo de lógica, Harry pede a Hermione que volte ao Corujal e mande Hedwig levar uma mensagem a Dumbledore. Acontece que Hermione encontra o diretor no Grande Salão.

A Câmara SecretaEditar

Tio Vernon não quer coisas estranhas acontecendo em sua casa, portanto ele não permite que Hedwig cace; ela fica então, trancada em sua gaiola. Harry fica trancado em seu quarto depois da visita desastrosa dos Masons na noite de seu aniversário. Vemos que Harry deu a Hedwig a maior parte de sua sopa de legumes e vemos que ela não gostou nada. Quando os Weasleys chegam para resgatar Harry, ele quase esquece Hedwig; seus pios altos ao ver que ia ser esquecida, acorda Vernon e ele corre ao quarto de Harry, mas tarde demais para alcançá-lo.

A Ordem da FênixEditar

Depois que os Dementadores atacam em Little Whinging, Harry escreve cartas para Sirius Black, Ron e Hermione, pedindo uma explicação. Hedwig está fora, caçando; quando ela retorna com um sapo que caçou, Harry imediatamente a manda levar as cartas, e instruções para bicar os destinatários até que eles escrevam longas cartas de resposta para ele. Ela vai imediatamente, ainda agarrada em seu sapo, e Harry fica chateado por tê-la mandado embora, uma vez que ela é a única pessoa simpática na Rua dos Alfeneiros 4. Ele espera que ela volte logo, mas ela não reaparece.

Hedwig voa de seu poleiro sobre um guarda roupas e aterrisa no ombro de Harry, quando ele chega no Number 12, Grimmauld Place, onde ela estava desde que entregou as cartas que Harry deu a ela. Harry fica muito feliz ao vê-la, e continua a acarinhá-la mesmo quando fala zangado com Harmione e com Ron, ambos dizem que Hedwigs os bicou muito. Quando Harry fica muito irado, Hedwig se recolhe, como que reprovando, para o alto do guarda roupas. Depois do encontro noturno, Hedwig e Pichitinho ficam piando em cima do guarda roupas. Ron joga um pouco de Ração para Corujas lá em cima, e explica a elas que Dumbledore não quer que elas fiquem caçando sempre porque pode chamar atenção demais.

No ultimo dia antes de começarem as aulas, Harry sobe numa cadeira para limpar os sujos de coruja de cima do guarda roupas. Terminando, ele joga os sujos dentro de um cesto de lixo, que engole tudo e arrota alto. Durante a conversa que se segue, o cesto de lixo ocasionalmente faz ruídos enquanto cospe sujos de coruja. Hermione pede Hedwig emprestada para mandar notícias para seus pais, contar que agora é Monitora.

Hedwig retorna logo antes que todos saiam para tomar o Expresso de Hogwarts e gentilmente voa do ombro de Hermione e fica sobre sua gaiola enquanto Harry arruma suas coisas. Com um chamado zangado de Mrs. Weasley, vindo do andar de baixo, Harry coloca Hedwig rapidamente em sua gaiola e carrega a gaiola e o malão escadas abaixo. Harry viaja para a King´s Cross Station com um número de membros da Ordem da Fênix, e não vê Hedwig de novo até que Olho-Tonto Moody, num uniforme de carregador, traga a gaiola e toda a bagagem até a Plataforma 9 e 3/4.

Uma vez dentro do Expresso de Hogwarts, Hedwig fica no compartimento com Harry e é perturbada pelos gritos e a gargalhada de Luna Lovegood quando Ron brinca sobre os planos que ele tem para Goyle.

Quando a cicatriz de Harry dói demais ao término de sua quarta detenção com Umbridge, Harry escreve uma carta codificada para Sirius pedindo um conselho. Cuidadosamente ele explica a Hedwig que embora a carta seja endereçada a Snuffles, na verdade, é para Sirius. Hedwig pisca e Harry sabe que isso significa que ela compreendeu, e voa para fora do Corujal.

No dia seguinte após o encontro inicial daquilo que vai se tornar a Armada de Dumbledore no Cabeça de Javali, uma Hedwig toda desgrenhada aparece na janela da sala de aula de História da Magia. Harry a deixa entrar e, descobrindo que ela está machucada, pede ao Professor Binns permissão para ir à ala hospitalar porque não está se sentindo bem. Recebendo um resmungo como permissão, ele corre à sala dos professores, onde encontra a Professora McGonagall. Ouvindo que a coruja de Harry está machucada, a Professora Grubbly-Plank também entra na sala e leva Hedwig, dizendo que ela vai ficar boa. McGonagall lembra a Harry da mensagem na perna de Hedwig, e avisa a Harry baixinho que toda a comunicação para dentro e para fora da escola está sendo monitorada. Hedwig no entanto acha que Harry a está abandonando. A mensagem na perna de Hedwig de fato é de Sirius, e nela está escrito simplesmente “Essa noite, na mesma hora, no mesmo lugar.” Quando Sirius quase é pego na lareira da Sala Comunal da Gryffindor pela Umbridge, Hermione logo deduz que Hedwig foi interceptada por ordem de Umbridge.

Hedwig, depois de curada é levada de volta à Sala Comunal da Gryffindor e devolvida a Harry por Dobby. Quando isso acontece é que Dobby conta para Harry como encontrar a Sala Precisa. Hedwig e Pichitinho só se vêem novamente na viagem de volta para Londres no Expresso de Hogwarts. As duas corujas são perturbadas pelo chilique de Ron quando descobre que Ginny está namorando Dean Thomas.

As Relíquias da MorteEditar

Quando vemos Hedwig pela primeira vez nesse livro, ela está mal humorada, meio sonolenta ou tentando dormir. Harry sabe que isso é porque ela tem saído pouco da gaiola nos últimos dias. Quando Harry dá a ela um punhado de gulodices para corujas através das barras da gaiola, ela ignora. Ela permanece sem se mover, enquanto Harry tentando brincar, mostra a ela partes da casa na Rua dos Alfeneiros que trazem lembranças para ele.

Subindo no sidecar da moto voadora de Sirius, Harry descobre que tem pouco espaço para ele e para as poucas coisas que levou com ele. Ele termina com a mochila desconfortavelmente sob seus pés e Hedwig na gaiola, sobre seus joelhos. Tentando evitar os primeiros golpes dos Comensais da Morte, Hagrid vira a moto tão rápido que ela vira de cabeça para baixo; Harry tem que agarrar a gaiola de Hedwig e a mochila, e vê a Firebolt caindo lá embaixo. Flashes de luz verde passam pore les e Hedwig cai morta no fundo da gaiola. Quando o sidecar se separa da moto, Harry consegue mantê-lo no ar enquanto Hagrid dá a volta para encontrá-lo, mas Harry só consegue pegar sua mochila. Para impedir um dos Comensais da Morte que o está seguindo, Harry destrói o sidecar, sentindo uma dor profunda por Hedwig quando o faz. Enquanto esperam a chave do portal ativar para levá-los da casa dos pais de Tonks até a Toca, Hagrid pergunta a Harry sobre Hedwig e fica chocado ao saber que ela foi morta. Na Floresta de Dean, Harry ouve o pio de uma coruja e lembra de Hedwig.

Pontos FortesEditar

Hedwig é excepcionalmente inteligente para uma coruja, sendo capaz de seguir as mais complexas instruções como “fique bicando eles até que escrevam uma resposta decente”, e entende pacotes endereçados a “Snuffles” sendo para Sirius Black. Ela também lutou para se livrar de Umbridge mesmo ferida, embora Umbridge tenha conseguido pegar a carta, sugerindo que ela é capaz de ser leal e de outras emoções “humanas”.

Pontos FracosEditar

Hedwig é uma coruja das neves, linda mas fácil de se ver e reconhecer. Corujas das neves não são nativas da Grã Bretanha e Hedwig era conhecida por pertencer a Harry. Portanto Harry não deveria usar Hedwig para levar mensagens onde era necessário ser anônimo e ter segurança. Mas, Hedwig ficava sempre ofendida e chateada caso Harry usasse outras corujas para levar mensagens para Sirius. Hedwig uma coruja cabeça dura e orgulhosa, que mostrava um exagerado senso de propriedade. Ela obviamente desaprovava o entusiasmo pouco digno de Pitchinho a corujinha de Ron.

Relacionamentos com Outros PersonagensEditar

Hedwig é muito leal a Harry Potter. Durante os verões na casa dos Dursleys, Hedwig é quase sempre a única companhia de Harry e sua ligação com o mundo mágico. Por amor a Harry, particularmente nos primeiros anos, Hedwig passou um certo desconforto e privação durante os meses de versão na Rua dos Alfeneiros.

Quando Harry emprestava Hedwig para outras pessoas, ela parecia aceitar tranquilamente a situação. Por exemplo, quando ele a emprestou para Hermione de modo que ela pode contar à família que tinha sido promovida a Monitora, Hedwig carinhosamente foi para seu ombro, de modo que a mensagem pudesse ser preparada depois retornou para Hermione até que a garota a devolvesse para Harry.

Hedwig parecia ser simpatico à situação de Errrol, a coruja geriátrica da família Weasley, a ponto de permitir que Errol dividisse com ela o poleiro, a água e comida, e em outra ocasião, ajudando Errol a carregar um pacote para Harry. No entanto, para a escandalosa Pitichinho, ela mostrava um certo desdém, e procurava sempre demonstrar como uma coruja correio “deveria” se comportar.

AnáliseEditar

J.K. Rowling, numa entrevista descreveu a morte de Hedwig como o final da inocência de Harry. Hedwig morreu quatro dias antes que ele fizesse 17 anos de idade.

PerguntasEditar

SpoilerEditar

Aviso aos leitores de nível intermediário: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

Visão CompletaEditar

Harry encontrou o nome “Hedwig” no seu livro escolar “A História da Magia”. Na história Trouxa, há uma santa Hedwig (no Brasil Edwiges), que foi duquesa da Silesia e foi canonizada em 1267. A Irmandade de St. Hedwig foi fundada em 1859 e é dedicada à educação das crianças órfãs e abandonadas, crianças diferentes de Harry.