Guia dos Trouxas para Harry Potter/Personagens/Monstro


Monstro (Kreacher)
  • sexo = Masculino
  • cabelos = não tem
  • olhos = desconhecido, provavelmente verdes
  • família = desconhecido
  • lealdade = Família Black

Visão GeralEditar

Monstro é o elfo doméstico da família Black.

Papel nos LivrosEditar

Aviso aos Iniciantes: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

A Ordem da FênixEditar

A primeira vez em que encontramos Monstro, é quando Harry é levado para o quartel general da Ordem da Fênix no Number 12 Grimmauld Place. Ele não gosta dos novos habitantes da casa que tinha sido um reduto dos sangues puros, durante um longo tempo, então é sobre eles que Monstro detona sua guerra particular. Sirius Black explica que o elfo domestic ficou na casa durante dez anos recebendo ordens do quadro louco de Walburga Black, mãe de Sirius, e ele mesmo ficou um pouco louco. Note-se que Sirius e os outros estão recolhendo objetos da família Black para jogar fora, Monstro está catando alguns e escondendo deles.

Quando Harry, Ron, Ginny, Fred e George são transportados através do portal para Grimmauld Place, depois que seu pai foi ferido, Monstro faz um comentário bem cruel. “É verdade que o pai deles está morrendo?” Sirius irado, grita “Fora!” para ele, o que ele faz sumindo por alguns dias.

Hermione quer dar um presente de Natal a ele, um presente de Natal, uma colcha, mas não consegue encontrá-lo; Sirius diz que ele tem uma espécie de ninho sob o aquecedor, e Hermione deixa a colcha lá. Harry repara que muitos dos quadros que ele ajudou Sirius a jogar fora, incluindo um muito perturbador de Bellatrix Lestrange estão arrumados em torno do espaço de dormer de Monstro. Eventualmente ele reaparece; aparentemente tinha estado no sótão o tempo todo.

Mais tarde, quando Harry tenta descobrir se sua visão de Sirius sendo atacado no Departamento de Mistérios é verdadeira, Monstro diz que seu mestre não está em casa, e que Sirius nunca vai voltar do Departamento de Mistérios, fazendo com que Harry acredite que tem ir para Londres imediatamente para tentar salvar Sirius.

Quando Albus Dumbledore chega em Grimmauld Place, Monstro ri dele, dizendo que Sirius foi embora e não vai voltar. Dumbledore precisa ser muito persuasivo com Monstro para obter a informação que os outros membros da Ordem, Remus Lupin, Nymphadora Tonks, Kingsley Shacklebolt e Alastor Moody já tinham partido para o Ministério para resgatar Harry. Ele também fica sabendo que os Comensais da Morte souberam sobre a vulnerabilidade de Harry de se preocupar com Sirius porque, quando Sirius dispensou Monstro no Natal, ele interpretou isso como permissão para deixar a casa, e foi procurar a única Black que ainda respeita: Narcissa Malfoy. Embora não pudesse revelar os segredos da Ordem, ou qualquer coisa que tivesse especificamente sido proibido de falar, por Sirius, ele podia contar que Harry tinha um grande carinho e preocupação por Sirius. Além disso, tendo machucado Bicuço, Monstro conseguiu manter Sirius fora do caminho quando Harry tentou alcançá-lo através da Rede do Flu. Portanto, quando Harry falou com Monstro, ele conseguiu mentir sem medo de ser pego por Sirius.


O Enigma do PríncipeEditar

Pelos termos do testamento de Sirius, Harry herdou Grimmauld Place e tudo o que está lá dentro, incluindo Monstro. O Professor Dumbledore chama Monstro para ir à casa dos Dursleys para validar a herança; se houver um feitiço impedindo Harry de herdar, Monstro não aceitará suas ordens. A ordem desesperada de Harry para Monstro calar a boca funciona, embora Monstro esteja relutante de aceitar ordens do “pirralho Potter”, provando que ele, ao invés de Narcissa (Black) Malfoy ou Bellatrix (Black) Lestrange de fato herdou tudo. Harry então, sem saber o que fazer com Monstro, aceita a sugestão de Dumbledore e o envia para Hogwarts para trabalhar nas cozinhas.

Mais tarde, Harry é a única pessoa que acredita que Draco está tramando alguma coisa, então manda Monstro junto com Dobby seguirem Malfoy e descobrirem o que ele anda fazendo. O relatório de Monstro é cheio de insultos a Harry e elogios a Malfoy, mas Dobby reporta que Malfoy tem ido à Sala Precisa.

As Relíquias da MorteEditar

Harry descobre que o misterioso R.A.B. é Regulus Arcturus Black, quando ele vê as iniciaisna porta do quarto em Grimmauld Place. Depois de uma busca sem resultados no quarto de Regulus, Hermione recorda que havia um medalhão, mas eles o jogaram fora; Harry lembra que Monstro estava sempre catando as coisas do lixo, e eles vão procurar no local onde Monstro dorme para ver se, de fato, ele guardou. O cantinho do Monstro está vazio de objetos, mas Harry observa que Monstro deve saber o que aconteceu com o medalhão. Harry convoca Monstro, que confirma que ele pegou de volta o medalhão, mas que Mundungus Fletcher o roubou dele, junto com diversas coisas de valor da casa. Harry manda que ele conte toda a história; Monstro conta como Voldemort pediu a Regulus, um elfo doméstico, Regulus ofereceu Monstro dizendo a ele para voltar logo que o Lord das Trevas o tivesse dispensado. Monstro acompanhou Voldemort até a ilha no lago, que Harry havia visitado com Dumbledore (livro 06 capitulo 26), onde Voldemort obrigou Monstro a beber uma poção que o fez lembrar de coisas horríveis. Voldemort colocou o medalhão na bacia, encheu-a com a poção e depois desapareceu, deixando Monstro sozinho; Monstro foi até o lago para beber água, e foi puxado para o fundo pelos Inferi, depois retornou para seu mestre, Regulus como foi ordenado. Mais tarde, Regulus o levou na mesma ilha, e ordenou a Monstro que bebesse a poção e depois trocasse o medalhão por aquele que Harry achou na bacia, pegasse o medalhão que lá estava e levasse para Grimmauld Place e o destruísse. Regulus secou a bacia com a ajuda de Monstro, depois correu para a água do lago e foi arrastado pelos Inferi; e Monstro retornou para casa com o medalhão, mas falhou com seu mestre, porque não conseguiu destruir o medalhão por mais que tentasse. Harry conta a Monstro, que eles também tem a missão de destruir o medalhão, e como um símbolo da missão que os dois partilham, ele dá a Monstro o medalhão que Regulus mandou que ele colocasse na bacia, e Harry mais tarde recuperou. Monstro fica super feliz com esse sinal de consideração da parte de Harry. Harry então, pede a ele que encontre Mundungus e o traga até ele, e Monstro sai imediatamente. Alguns dias mais tarde, Monstro retorna com Mundungus, dizendo que foi difícil encontrá-lo. Numerosas vezes enquanto Harry interrogava Mundungus, Monstro o ameaçava com uma frigideira, porque ele estava, evidentemente, desrespeitando Harry.

Durante o mês seguinte, o trabalho de Monstro melhora significantemente, ao ponto de Harry começar a gostar de voltar a Grimmauld Place. Depois da invasão no Ministério, no entanto, Harry, Hermione e Ron são forçados a abandonar Grimmauld Place. Depois que Harry vai embora, Monstro aparentemente decide retornar à Hogwarts, possivelmente na esperança que seu mestre (Harry) vá para lá. Monstro lidera os elfos domésticos de Hogwarts na segunda parte da Batalha de Hogwarts, cortando as pernas dos Comensais da Morte com objetos da cozinha.

Depois da Batalha final de Hogwarts, Harry deseja que sua cama de dossel no dormitório de Hogwarts ainda esteja lá esperando por ele e que Monstro possa arranjar para ele um sanduíche...

Pontos FortesEditar

Como um elfo doméstico Monstro tem bastante habilidade mágica em si mesmo, habilidade diferente da magia humana. Ele também tem a característica da extrema lealdade a seu mestre, no caso de aceitá-lo.

Pontos FracosEditar

Monstro partilha os pontos fracos de todos os elfos domésticos, sendo ligado a uma família e um lugar, não podendo desobedecer suas ordens e também, a pouca inteligência verbal da raça. Ele também é, como sabemos, bastante idoso, e quando o encontramos pela primeira vez, ele não tinha nenhum contato humano exceto com o quadro louco de Walburga Black, durante dez anos. Com essa história, nós presumimos que ele mesmo ficou um pouco louco. Ele pareceu se recuperar um pouco depois de separado do quadro de Walburga.

Relacionamentos com Outros PersonagensEditar

Não se sabe se Walburga tratava Monstro bem ou não. Provavelmente sim, uma vez que era mais fácil Monstro seguir as instruções do quadro de Walburga, do que as de Sirius, um mestre vivo. No entanto, no livro cinco, capitulo 37, Dumbledore discute como os elfos domésticos se tornam leais e o que isso significa. E, no último livro, Harry mostrando que estava do mesmo lado de Regulus e tratando Monstro com respeito, conseguiu que Monstro o aceitasse como mestre, com todo o coração. Desse ponto em diante, Monstro passou a aceitar os ideais de Harry como seus. Vemos isso claramente na Batalha de Hogwarts, onde Monstro é visto liderando os elfos domésticos da escola para lutar contra Lord Voldemort, e portanto contra os valores de seus antigos mestres. Por aí, descobrimos que os elfos domésticos, a despeito da forte ligação de obediência a uma família e herança, tem uma grande lealdade mental àqueles mestres que os tratam bem.

AnáliseEditar

Nota – esse tópico sobre nomes está ligado aos nomes em inglês, para nós, em português e muitas vezes com tradução de nomes não tem muita lógica, de qualquer modo vale a pena ver no link as opiniões da genial tradutora Lia Wyler. http://dapenseira.blogspot.com.br/2010/07/lia-wyler-e-traducao-de-harry-potter.html

A escolha da autora para dar nome a esse personagem é interessante. Reparamos que os nomes dos personagens são quase sempre relacionados a suas características; por exemplo, Rubeus Hagrid, um personagem deprimido por sua herança; Remus Lupin cujo nome praticamente grita seu “pequeno problema peludo”; Albus Dumbledore, barba e cabelos brancos, e excentricamente zumbindo a volta de tudo como o zangão que é seu segundo nome, mas com um discreto propósito. Num mundo onde elfos domésticos recebem nomes engraçadinhos, infantis como Dobby, Winky e Hokey, o nome Kreacher, parece ser uma mistura de "creature" criatura e "treachery" traição, é um nome bem diferente dos outros. A tradutora optou por lhe dar a tradução de Monstro (veja o link). Quando o vemos pela primeira vez, seu nome apenas faz com que a gente desconfie dele e de seus motivos, e seu palavrório constante cheio de insultos não melhora em nada nossa impressão a respeito dele. Pode-se perceber que o nome foi escolhido deliberadamente para gerar essa desconfiança; um nome mais parecido com os dos outros elfos domésticos teria causado uma certa dissonância, seria um choque durante o livro cinco, conhecer um elfo doméstico com um nome gracioso, falando coisas horríveis sobre o Trio. Essa dissonância certamente distrairia os leitores.

O personagem Monstro é escrito para ser um tanto infantil no livro cinco e no livro seis, e infantil no último livro. Isso parece consistente com tudo o que sabemos dos elfos domésticos e seu desenvolvimento intelectual.

PerguntasEditar

  1. Por que Monstro mentiu para Harry sobre Sírius?
  2. O que faz com que Monstro mude com relação a Harry e seus amigos?

SpoilerEditar

Aviso aos leitores de nível intermediário: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

Visão CompletaEditar

A autora aparentemente fez questão que Monstro fosse parte do filme sobre o livro cinco, porque ele teria um papel importante no capitulo final. Como vemos no último livro, esse é o caso.

Pelo menos uma fonte sugeriu que o papel de Monstro teria algo a ver com o misterioso RAB identificado no medalhão Horcrux. Tendo compreendido que RAB era, na verdade, Regulus Black, as fontes acharam que poderia ser Monstro que acompanhou Regulus até a ilha do medalhão; e Monstro que teve que beber a poção que cobria o medalhão. Foi uma certa surpresa saber que foi Regulus quem bebeu a poção, porque como Regulus era um bom e leal Black, alguém poderia certamente esperar que ele, como todos os Black desrespeitasse seu servo. Alguém pode achar difícil imaginar que Lord Voldemort não teria protegido um Horcrux contra outras criaturas mágicas; no entanto já vimos com Dobby, que a magia dos elfos domésticos é difícil de evitar, mesmo para os grandes e poderosos bruxos. Além do mais Voldemort, já mostrou que não respeito algum por magia que ele mesmo não possa fazer; essa tendência de não dar importância a magia não humana, e fazer pouco da força dos bruxos que não tem sangue puro, é uma grande parte daquilo que o levou à queda.