Guia dos Trouxas para Harry Potter/Personagens/Morfin Gaunt


Morfin Gaunt
  • sexo = Masculino
  • cabelos = sujos, possivelmente escuros
  • olhos = escuros
  • família = Marvolo Gaunt
    Merope Gaunt
    Salazar Slytherin
    Lord Voldemort
  • lealdade = Marvolo Gaunt

Visão GeralEditar

Morfin Gaunt, um dos últimos herdeiros da Casa de Gaunt, é filho de Marvolo Gaunt e tio de Lord Voldemort. Ele é uma criatura deformada e parece ter problemas mentais, talvez devido ao casamento entre parentes próximos, e partilha da crença dos Gaunts nos direitos de linhagem.

Papel nos LivrosEditar

Aviso aos Iniciantes: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

O Enigma do PríncipeEditar

Morfin entra na nossa história pulando de uma árvore e dizendo a um bruxo do Ministério da Magia, Bob Ogden, que ele não é nada bem vindo. Ogden não entende, uma vez que Morfin estava falando Parseltongue. Morfin é descrito como tendo os cabelos tão embolados de sujeira, que eles podem ser de qualquer cor, muito poucos dentes e olhos pequenos e escuros que apontam em direções diferentes. Quando Ogden diz que tem negócios a tratar com os Gaunts, Morfin o ataca com magia. Seu pai, Marvolo Gaunt, então, sai do casebre deles e ordena que Morfin entre. Dentro da casebre, Morfin primeiro aparece brincando e falando com uma serpente que está segurando. Quando Ogden explica que Morfin é intimado para uma audiência, por ter azarado um Trouxa, Marvolo para não estar nem interessado; afinal, era apenas um Trouxa, não tem problema. Quando é dito que Morfin quebrou a lei da mundo mágico, Marvolo começa com a cantilena da sua linhagem. Sua discussão é interrompida pelo som de cavalos se aproximando; acontece, que um dos cavalos é montado por Tom Riddle, o Trouxa que Morfin azarou, quando o viu com sua irmã, Merope Gaunt. Ela é apaixonada por ele e fica na janela esperando poder vê-lo. Essa revelação faz Marvolo explodir, e atacar Merope; Ogden corre em defesa dela, mas tem que fugir de Morfin.

Quando os bruxos do Ministério chegam para prender Morin, ele resiste, e é preso tanto pelo uso da magia sobre um Trouxa, como por resistir à prisão. Ele é condenado a três anos em Azkaban. Quando volta da prisão, ele encontra a casa vazia; Merope fugiu com o Trouxa e depois morreu em Londres, e Marvolo morreu logo depois de sair de Azkaban.

Tom Marvolo Riddle, filho de Merope com Tom Riddle, visita o casebre uns doze anos mais tarde. Morfin, à principio pensa que ele é o Trouxa, Tom Riddle. Tom descobre os detalhes da história da família com Morfin, depois o estupora, roubando o anel dos Peverells, que havia sido uma das coisas mais queridas de Marvolo, e usa a varinha de Morfin, para matar o Trouxa Tom Riddle, seu pai. Depois ele modifica a memória de Morfin, de modo que ele lembra de ter matado Tom Riddle. Morfin é mandado para Azkaban pela morte dos Riddles e lá ele morre pouco depois.

Pontos FortesEditar

Embora seja instável mentalmente, Morfin parece ser bastante hábil com diversos tipos de magia.

Pontos FracosEditar

Morfin não é uma criatura estável; aparentemente é o resultado dos casamentos dentre parentes próximos, ele não tem capacidade para levar uma vida normal, e passa seu tempo pregando serpentes na porta e destilando sua raiva pelos Trouxas. Ele ajuda seu pai nos constantes maus tratos à sua irmã Merope.

Relacionamentos com Outros PersonagensEditar

AnáliseEditar

Morfin Gaunt, aqui demonstra claramente o maior problema com o argumento sobre a “pureza do sangue”: ela limita a mistura de genes, reforçando os problemas genéticos pouco saudáveis. Entendemos que Morfin não é inteligente, embora possa ser malandro. Existe uma deficiência real, em suas interações com outras pessoas, não sabemos se ela é inata ou é o resultado natural de nunca ter tido nenhum tipo de relacionamento com alguém não bruxo “sangue ruim”. A dificuldade de entender o mundo em geral, deve ter sido por causa do isolamento da família. A autora também sugeriu que Morfin deve estar dentro de alguma categoria de autismo, além do que, ele se recusa a falar outra língua que não Parseltongue, e também fica brincando com as serpentes quando há visitas. Visto de outra maneira, esse episódio pode sugerir puro desdém pelo mundo lá fora, mas da maneira que foi escrito, sugere mesmo alguma forma de problema mental.

PerguntasEditar

SpoilerEditar

Aviso aos leitores de nível intermediário: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

Visão CompletaEditar