Guia dos Trouxas para Harry Potter/Personagens/Rubeus Hagrid


Rubeus Hagrid
  • sexo = masculino
  • cabelos = negros
  • olhos = negros
  • família = a ser revelada
  • lealdade = Albus Dumbledore

Visão GeralEditar

Rubeus Hagrid é o Guardião das Chaves e dos Terrenos de Hogwarts. Ele aparentemente mede cerca de 3, 60m. e é imensamente forte; quando Harry o encontra pela primeira vez, ele torce o cano de um rifle e “dá um nó”, tão fácil como se fosse feito de borracha. Ele foi expulso de Hogwarts e sua varinha foi quebrada ao meio, mesmo assim ele ainda consegue fazer magia com seu guarda-chuva, que diz a lenda, contém as partes quebradas de sua varinha.

De acordo com a autora, o aniversário de Hagrid é dia 6 de dezembro; os acontecimentos durante a história nos levam a crer que ele deve ter uns 60 anos, quando Harry chega a Hogwarts.

Papel nos LivrosEditar

Aviso aos Iniciantes: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.


A Pedra FilosofalEditar

O Professor Dumbledore confia a Hagrid a missão de pegar o bebê Harry na casa destruída de seus pais, em Godric´s Hollow, e entregá-lo aos seus parentes na Rua dos Alfeneiros em Surrey. Ele chega com o bebê Harry, na moto voadora de Sirius Black.

No 11º aniversário de Harry, Hagrid pessoalmente, entrega seu convite para Hogwarts e explica que ele é um bruxo,” e um dos grandes, eu diria, depois que treinar um pouco”. Ele leva até o Beco Diagonal para comprar o material da escolar. Enquanto estão lá, ele vai ao Banco dos Bruxos, Gringotes, pegar um objeto misterioso para o Professor Dumbledore.

Durante o ano escolar, Hagrid se torna o apoio de Harry; aquele que o introduz no mundo mágico, Harry sempre procura sua ajuda. Apesar de seu enorme tamanho, e aparência assustadora, Hagrid é uma alma delicada, em quem Harry confia e é mais acessível que os outros professores. Hagrid, aos poucos dá diversas pistas sobre o pacote misterioso que ele pegou em Gringotes, o suficiente para Harry, Hermione e Ron deduzirem que aquilo é a Pedra Filosofal, um objeto tão poderoso que poderia fazer Lord Voldemort voltar à forma humana e torná-lo imortal. Hagrid também, sem querer, revela como passar pelo primeiro guardião da Pedra, não só para Harry, mas também para aquele que está tentando roubá-la.

Hagrid ganha um ovo de dragão de alguém no Cabeça de Javali, e cuida até que quebre a casca. Draco acaba descobrindo e o Trio convence Hagrid a mandar o dragão para Romênia com Charlie, irmão de Ron. Harry e Hermione são pegos “andando pelos corredores” depois de enviar o dragão; e eles, junto com Neville e Draco recebem castigo. Para cumprir esse castigo, os quatro tem que acompanhar Hagrid dentro da Floresta Proibida. Hagrid está tentando descobrir quem está matando os Unicórnios. Hagrid divide a turma em dois grupos, um junto com ele e o outro junto com Canino. É aqui, que Harry tem seu segundo encontro com Voldemort – o primeiro, é claro, foi quando seus pais foram mortos. No final do ano, Hagrid dá a Harry um álbum de fotografias contendo muitas fotos de seus pais.

A Câmara SecretaEditar

Quando a jornada inicial de Harry usando o Pó de Flu acaba toda errada, ele vai parar na Travessa do Tranco. Hagrid o encontra lá e o leva de volta para o Beco Diagonal. Hagrid ainda está com a família Weasley quando Arthur Weasley e Lucius Malfoy começam uma discussão na Floreios e Borrões, que acaba ficando quente; Hagrid é que separa a confusão.

Logo depois que Justin Finch-Fletchley e Nick-Quase-Sem –Cabeça, são encontrados petrificados, Harry é chamado ao escritório de Dumbledore. Hagrid, que Harry havia encontrado no corredor momentos antes, irrompe no escritório, gritando a inocência de Harry, e fica envergonhado quando Dumbledore levanta a voz para informá-lo, que nunca suspeitou de Harry. Harry descobre que Hagrid foi expulso de Hogwarts porque outro aluno, Tom Riddle, o acusou de abrir a Câmara Secreta e libertar o monstro que matou uma garota.

Quando se descobre que a Câmara foi aberta uma segunda vez, o Ministro da Magia Cornelius Fudge, prende Hagrid “só por segurança”, embora Dumbledore insista que ele é inocente. Quando Hagrid é levado, ele diz bem alto “sigam as aranhas” para Harry que estava escondido no local sob a Capa da Invisibilidade.

Harry e Ron seguem as aranhas dentro da Floresta Proibida. Lá, Harry conhece Aragogue, a aranha gigante que um dia foi pet de Hagrid. Aragogue revela que ele não era o monstro, embora saiba o que era, e que Hagrid é inocente. Aragogue menciona que jamais esteve perto do banheiro onde a garota morreu. Essa pista leva a Harry a compreender que a garota em questão é a Murta-Que-Geme, e que, portanto, a entrada para a Câmara fica no banheiro dela.

Depois que Harry prova que foi Tom Riddle (como Lord Voldemort era originalmente conhecido), que libertou o monstro (para matar nascidos Trouxa e bruxos mestiços). Hagrid é libertado de Azkaban e retorna à escola.


O Prisioneiro de AzkabanEditar

Hagrid manda para Harry “O Livro Monstruoso dos Monstros”, como presente de aniversário, dando a dica que isso é parte do segredo, que ele não pode contar ainda. O segredo é que Hagrid é o novo professor de Trato das Criaturas Mágicas, no lugar do professor Silvanus Kettleburn, que “se aposentou no final do último ano, para aproveitar o tempo com seus membros que sobraram.” (veja no link) [1]

Durante uma de suas aulas, Hagrid apresenta aos alunos Bicuço, um Hipogrifo. Embora Hagrid tenha ensinado, sua apresentação à Draco não dá certo; quando Malfoy insulta Bicuço e ferido, seu pai redige uma reclamação ao Ministro da Magia. Hagrid fica tão nervoso com o incidente, que passa o resto do ano ensinando sobre criaturas inofensivas, os vermes-cegos.

Durante uma conversa no Três Vassouras, Hagrid fica sabendo por Cornelius Fudge, que Sirius Black foi condenado por trair James e Lily Potter, e por matar seu amigo Peter Pettigrew além de doze Trouxas. Harry que tinha ido escondido à Hogsmeade, escuta a conversa.

Na audiência, Hagrid é inocentado, mas Bicuço é considerado perigoso e sua morte é ordenada. Harry, Ron e Hermione decidem ajudar a descobrir precedentes legais para apelar e mudar a sentença, para salvar Bicuço.

Depois do Natal, Hagrid recupera um pouco de confiança e ensina a turma sobre Salamandras. Conforme a sentença de Bicuço se aproxima, Hermione ajuda Hagrid a preparar a defesa. No entanto, Bicuço perde e tem que ser executado. Harry, Ron e Hermione visitam Hagrid antes da execução, mas não conseguem confortá-lo; quando Fudge, Dumbledore e o carrasco se aproximam, Hagrid enxota o Trio pela porta dos fundos. Ao retornar ao Castelo, eles escutam o barulho seco do machado do carrasco. Hermione usa o Vira Tempo, que vinha usando durante o ano todo, para poder assistir a todas aulas que se propôs, para junto com Harry, voltar três horas no tempo. Eles retornam para a cabana de Hagrid e salvam Bicuço da morte; Hagrid extremamente feliz, sem saber do Vira Tempo de Hermione, convencido de que ele escapou por si mesmo. No dia seguinte, Hagrid conta a Harry, Ron e Hermione que Bicuço escapou, e que Remus Lupin entregou o cargo de professor de DCAT.

O Cálice de FogoEditar

Agora, em seu segundo ano como professor de Trato das Criaturas Mágicas, Hagrid já se sente bastante seguro, para ensinar à classe sobre Explosivins. Essas criaturas, que à principio parecem lagostas sem casca e deformadas, são totalmente novas para os alunos e para Hagrid também; uma das coisas que Hagrid quer, é que os alunos determinem o que, exatamente, os Explosivins comem.

Quando a delegação da Academia Beauxbatons chega, Hagrid recebe missão de cuidar dos cavalos. Logo depois, o Trio o visita, e descobre que ele está, aparentemente, apaixonado por Madame Maxime, a diretora de Beauxbatons; ele tentou pentear os cabelos com pouco sucesso, e dominou-os com uma espécie de graxa. Eles falam sobre os Explosivins e também sobre as tarefas que virão no Torneio Tribruxo. Hagrid, aparentemente, sabe alguma coisa, mas, estranhamente, não conta nada. Conforme se preparam para retornar ao castelo para jantar, Hagrid colocou perfume em excesso, e vai do lado de fora, se lavar no barril da água de chuva. Vendo Madame Maxime se encaminhando para o castelo com seus alunos, ele corre para se juntar a ela, aparentemente esquecido que o Trio ainda está em sua cabana.

Depois que o nome de Harry sai do Cálice de Fogo, Hagrid pergunta se ele tem idéia de quem colocou seu nome lá. Harry fica muito aliviado porque Hagrid acredita que ele não botou seu nome no Cálice, mas não consegue imaginar quem pode ter sido.

Logo antes da Primeira Tarefa, Harry está em Hogsmeade com Hermione, o garoto está usando a Capa da Invisibilidade porque quer evitar as implicâncias que vem sofrendo. Vendo Hagrid no Três Vassouras, ele acena, mas depois lembra que Hagrid não pode vê-lo; o Professor Moody que está junto, pode vê-lo, e leva Hagrid até a mesa de Hermione. Hagrid então, pede a Harry para levar sua Capa da Invisibilidade e encontrar com ele na cabana à meia noite. Harry, que tem um encontro marcado com Sirius, à 1 hora, resolve ir.

Hagrid diz para ele colocar a Capa e segui-lo, depois bate na porta da carruagem da Beauxbatons e convida Madame Maxime para acompanhá-lo. Harry fica imaginando o que exatamente, Hagrid espera que ele veja. O garoto fica assustado, quando Hagrid e Madame Maxime vão ao final da Floresta Proibida, onde num curral estão quatro Dragões. Hagrid fica em transe, eles são lindos. Charlie Weasley, um dos bruxos que está cuidando dos dragões, pergunta se está certo levar Madame Maxime lá, afinal, ela tem uma aluna que está na competição. Hagrid responde que apenas achou que ela gostaria de ver as criaturas. Harry muito perturbado com a perspectiva de enfrentar os dragões, vai embora, invisível e em silêncio.

Quando os Explosivins acabaram de destruir suas caixas, e Harry, Hermione, Ron e Hagrid estão acabando de recolhê-los, que Rita Skeeter aparece, e pede a Hagrid uma entrevista. Hagrid, mais tarde comenta chateado, que a entrevista parecia ser toda sobre Harry, e não tinha nada a ver com que ele, Hagrid estava fazendo.

No Baile de Inverno, Harry e Ron escutam uma conversa entre Madame Maxime e Hagrid. Hagrid revela que é meio gigante, e pergunta à Madame quem era gigante na família, a mãe ou o pai dela. Madame Maxime fica ofendida, dizendo que não tem ancestrais gigantes e que apenas tem ossos grandes, e sai furiosa. Hagrid, infeliz, fica ali por um tempo, depois parte para sua cabana. Pouco depois, essa história aparece no Profeta Diário, dizendo que Hagrid é meio-gigante. O Trio não tem idéia como Skeeter, que escreveu a história, poderia saber dos ancestrais de Hagrid. Hagrid se esconde em sua cabana e não sai nem para suas obrigações de cuidar dos terrenos, nem para dar aulas. Outro professor, a Professora Grubbly-Plank toma seu lugar e aparentemente faz um trabalho bem melhor do que Hagrid, ensinando sobre Unicórnios. Ela imediatamente ganha os corações das meninas e metade da turma. No entanto, Draco, implica com Harry, dizendo que aquele artigo acabou com a carreira de Hagrid, uma vez que muita gente tem medo que o sangue gigante fale mais alto e Hagrid se torne perigoso querendo comer seus filhos. Hagrid permanece fechado na cabana até que Hermione furiosa, depois de um encontro com Rita no fim de semana de Hogsmeade, esmurra a porta da cabana e exige que ele abra. Ela fica chocada ao descobrir que Dumbledore está lá, mas ele a convida para tomar um chá, e está claramente empurrando Hagrid para que retorne às suas obrigações. Ele conta a Hagrid sobre seu irmão, Aberforth, que foi condenado por usar feitiços não naturais num bode, e como ele lidou com os escândalos da imprensa. Ao sair ele lembra que não aceitou a demissão de Hagrid, e espera vê-lo no café da manhã de segunda feira, como também espera que volte a dar suas aulas.

Hagrid diz que seu pai não ficaria feliz ao ver como ele está agindo, e mostra ao Trio uma foto dele com seu pai. Depois pergunta como Harry está indo com a pista do Ovo Dourado, e Harry diz que está bem, embora se sinta mal de ter mentido para Hagrid.

Ao retornar às suas aulas, Hagrid continua com os Unicórnios onde a Professora Grubbly-Plank havia parado. Ele parece estar tentando mostrar que pode ensinar tão bem quanto ela, e captura um par de filhotes para o encantamento de Parvati Patil e Lavender Brown. Parece que ele sabe muitas coisas sobre Unicórnios também.

Harry, olhando através da janela distraído, fugindo da discussão entre Ron e Hermione, vê Hagrid cavando próximo de sua cabana. Madame Maxime vai falar com ele, mas aparentemente não é bem vinda. No dia seguinte, Hagrid apresenta aos alunos os Pelúcios (Nifflers). Ele diz que são muito usados em minas, porque são atraídos por objetos brilhantes, e são muito bons para escavar. Cada aluno escolhe um Pelúcio e ele promete um prêmio para o dono do Pelúcio que tiver conseguido mais ouro do chão escavando. Ele avisa a Goyle que isso é ouro de Leprechaun e que vai sumir rapidamente, não há motivo pra tentar roubá-lo. No final o Pelúcio de Ron conseguiu mais ouro, mas Ron fica pensativo. Ele lembra de ter dado a Harry uma mão cheia de ouro de Leprechaun na Copa do Mundo de Quadribol, para pagar o Onióculos e fica chateado por não reparado que o ouro desapareceu.

Quando Bartemius Crouch Sr. aparece na orla da Floresta Proibida, Harry, deixando Viktor Krum de guarda, corre para chamar Dumbledore. Quando Harry e Dumbledore chegam, Krum está sozinho. Dumbledore manda um Patrono até Hagrid, que chega rápido com sua besta. Dumbledore então, manda Hagrid chamar o Professor Karkaroff. Karkaroff imediatamente culpa Dumbledore por atacar seu Campeão, o que enfurece Hagrid ao ponto de empurrar Karkaroff de encontro a uma árvore, só o libertando quando Dumbledore manda. Dumbledore diz a Hagrid para levar Harry até a torre da Gryffindor, e pede a Harry que fique lá até de manhã.

Na preparação para a Terceira Tarefa, é mencionado que Hagrid foi responsável por plantar e fazer crescer or arbustos que agora cercam o campo de Quadribol, e que ele terá providenciado, algumas das criaturas que os Campeões enfrentarão. Harry, conhecendo o tipo de criaturas que Hagrid gosta, acha isso bastante preocupante. No jantar antes da Terceira Tarefa, Harry repara que os olhos de Madame Maxime estão vermelhos, e que Hagrid dá algumas olhadas para ela.

Quando começa a Terceira Tarefa, Hagrid é aparentemente, uma das sentinelas que manterão a atenção no labirinto, caso vejam algum sinal de problemas com os Campeões. Enquanto os outros sentinelas usam os laços vermelhos em seus chapéus, Hagrid não usa chapéu e usa o laço vermelho atrás de seu casaco. Conforme imaginava, Harry encontra um Explosivim no labirinto, pelo menos, um dos desafios, de fato, foi feito por Hagrid. Quando Harry está se recuperando de suas aventuras no labirinto, ele escuta uma discussão entre Dumbledore e Cornelius Fudge, sobre se a história de Harry é crível ou não. Quando Fudge se recusa a acreditar que Voldemort retornou, Dumbledore pede à Professora McGonagall para chamar Hagrid e Madame Maxime para irem até seu escritório.

Depois de ter se recuperado, e sem aulas de DCAT, o Trio pode visitar Hagrid mais vezes. Em uma dessas visitas, eles reparam que há duas xícaras do tamanho de baldes, sobre a mesa, e Hagrid confirma que ele estave tomando chá com Madame Maxime. Ele diz que Dumbledore deu a eles uma missão, mas não pode falar sobre isso, e está bem convencido de que Madame Maxime vai acompanhá-lo. Hagrid deixa Harry espantado dizendo que tem certeza de que Voldemort voltará um dia, é apenas uma questão de tempo. Ele prossegue dizendo, que Harry agiu muito bem, assim como seu pai, e não há maior elogio do que esse. Harry sorri pela primeira vez em dias.

A Ordem da FênixEditar

No início do ano escolar, Harry está profundamente preocupado porque Hagrid não voltou a Hogwarts; suas aulas estão sendo dadas pela Professora Grubbly-Plank, e ninguém sabe aonde está Hagrid ou se ele vai voltar. Quando ele reaparece, já no inverno, Harry, Hermione e Ron fazem uma visita secreta à sua cabana. Eles ficam chocados com a aparência maltratada de Hagrid, embora ele não explique o que houve. Harry, comenta os acontecimentos do verão, incluindo o ataque dos dementadores em Primrose Crescent, dizendo que, se Hagrid contar sua história, ele vai contar a sua também.

Empolgado Hagrid conta sua história, que ele e Madame Maxime, a gigantesca diretora da Academia Beauxbatons, estavam numa missão secreta para Dumbledore, que era recrutar os gigantes para o lado deles. Embora Hagrid esteja sendo franco sobre a maior parte dos acontecimentos, ele ainda parece estar escondendo algo, porque ele não conta porque demorou tanto, (Madame Maxime aparentemente voltou a Beauxbatons já tem tempo), e porque ele está tão machucado. Ele comenta que procurou saber se sua mãe, Fridwulfa, estava por lá, mas, aparentemente ela havia morrido algum tempo atrás. Sua história é cortada pela chegada da Professora Umbridge, cuja desconfiança do que ela chama “mestiços” e das pegadas do Trio, indo para a cabana de Hagrid, e não retornando, fizeram com que ela suspeitasse de Hagrid. O Trio, sob a Capa da Invisibilidade, assiste enquanto Umbridge, falando como se falasse com alguém que não é completamente capaz mentalmente, explica seu papel na escola, e que ela vai testar suas habilidades como professor. Depois que ela parte, o Trio pede a Hagrid para escolher alguma coisa segura e aprovada pelo Ministério, para ensinar, mas Hagrid parece não se preocupar. Hermione retorna à cabana de Hagrid no dia seguinte, para convecê-lo, dizendo que, se ele não der o curso aprovado pelo Ministério, ele vai perder seu emprego, mas Hagrid não se convence.

Na sua aula de Trato das Criaturas Mágicas, Hagrid apresenta à turma de Harry, os Thestrals, criaturas tipo cavalos com asas, animais que só podem ser vistos por humanos que já viram a morte. Tendo visto Cedric Diggory sendo morto, Harry agora pode ver as estranhas criaturas que lembram répteis – Neville, que viu seu avô morrer e Theodore Nott, um nojento Slytherin. A aula de Hagrid é interrompida pela chegada de Umbridge, para “inspecionar” a aula; sua inspeção é tão claramente acusatória, que Hagrid logo fica perdido e não consegue ensinar mais nada. Assim, Umbridge deixa Hagrid na condicional. Hagrid vê isso como o primeiro passo para mandá-lo embora. Mais tarde, no livro, vamos ver que Umbridge tinha começado a assistir todas as suas aulas e tomar notas de todas as suas deficiências.

No dia 14 de fevereiro, chegando ao Três Vassouras cedo para um encontro com Hermione, Harry vemos Hagrid no bar. Embora seja sempre melancólico, Hagrid fala como ele e Harry são parecidos, ambos órfãos. Depois começa a falar como a família é importante. Harry pergunta o que o deixou tão aborrecido, mas Hagrid não responde, largando sua caneca e indo embora na chuva.


Quando Umbridge despede a professora de Adivinhação, Professora Trelawney, Dumbledore contrata um novo, Firenze, um Centauro, que vivia na Floresta Proibida; ele dá a Harry uma mensagem para ser entregue a Hagrid, dizendo que o que Hagrid está tentando não está funcionando. Nem ele, nem Hagrid, quando Harry fala com ele mais tarde, querem explicar o que significa “tentando”.

No final do ano, Hagrid se convence que Umbridge vai despedi-lo. Hagrid leva Harry e Hermione embora do campo de Quadribol, para pedir a ajuda deles, em alguma coisa na Floresta Proibida, caso ele tenha que ir embora. Acontece que Hagrid encontrou seu meio-irmão Grope, vivendo com os gigantes, onde estava sendo maltratado por ser tão pequeno. Hagrid o trouxe para Hogwarts, com grande dificuldade e muitos ferimentos pessoais. Ele escondeu Grope na Floresta Proibida, onde estava tentando ensinar a ele boas maneiras e inglês. Ele consegue a custo uma promessa dos apavorados Harry e Hermione, que eles irão continuar a educação de Grope se Hagrid for mandado embora.

Eventualmente, a raiva de Umbridge dos chamados “mestiços”, a leva a despedir Hagrid com o pretexto de que ele é incompetente e que introduziu Pelúcios no seu escritório. A dispensa de Hagrid é feita com grande drama, a assistência de cinco Aurores e muitas azarações que não funcionaram, e que Harry vê durante o exame de Astronomia à meia noite. Como parte da confusão, a Professora McGonagall é ferida por diversos feitiços estuporantes e termina no Hospital St. Mungo. Hagrid escapa carregando Canino que foi estuporado.

Quando Umbridge é despedida e Dumbledore reinstalado como diretor, Hagrid retorna à escola e recupera sua posição de professor. Harry, incomodado pela preocupação de seus amigos na ala hospitalar, visita Hagrid para falar sobre a morte de Sirius, seu padrinho, mas logo descobre que também não consegue ter paz ali, e usa Ron e Hermione como desculpa para ir embora.

O Enigma do PríncipeEditar

O papel de Hagrid nesse episódio é bem diminuído, porque seu ponto de contato com Harry é através das aulas de Trato das Criaturas Mágicas, e Harry escolheu não fazer os exames N.I.E.M desse curso.

É mencionado que Harry herdou Bicuço com a morte de Sirius. Dumbledore diz que Hagrid mudou o nome dele para AsaFugaz (Witherwings) e ficará super feliz por tomar conta dele.

Hagrid age como guarda-costas para a família Weasley e Harry, quando eles vão ao Beco Diagonal comprar o material escolar. Harry fica muito feliz em vê-lo, especialmente porque a alternativa seria um esquadrão de Aurores a acompanhá-los.

Depois da Festa de Boas Vindas, Hagrid encontra Harry e Ron no hall de entrada e diz que se eles chegarem cedo à aula dele, poderão dizer oi para AsaFugaz. Harry, Ron e mais tarde, Hermione, ficam chateados porque não sabem como vão dizer a Hagrid que decidiram não fazer sua matéria. Mas, assim mesmo resolvem visitá-lo. O Trio vai à sua cabana depois dos treinos de Quadribol, e a visita, inicialmente é meio estranha, mas acontece que uma grande parte da preocupação de Hagrid, é por causa de Aragogue, que está muito doente. Hagrid comenta com o Trio, que embora tenham muitas aulas a fazer, poderiam ter arranjado tempo para a matéria dele, caso tivessem um Vira Tempo, mas Hermione explica que todos foram destruídos na Batalha do Departamento de Mistérios no ano passado.

Quando Katie Bell toca um colar enfeitiçado, durante o fim de semana de Hogsmeade, em outubro, e fica muito mal, Harry corre para pedir ajuda. A primeira pessoa que ele encontra é Hagrid, que carrega Katie de volta para Hogwarts correndo.

Depois que Aragogue morre, Harry e o Professor Slughorn chegam para consolar Hagrid e dar à criatura um enterro apropriado. Após o enterro, Slughorn, Harry e Hagrid fazem uma vigília improvisada, durante a qual, Harry obtém de Slughorn, a lembrança perdida do Horcrux.

Quando Ron é envenenado em seu aniversário, Hagrid vai visitá-lo na ala hospitalar. Assim que ele, Harry e Hermione saem para dar espaço à família do garoto, Hagrid menciona que Dumbledore parece chateado com Snape. Depois ele se cala, mas sob o interrogatório de Harry, ele revela que estava na beira da Floresta Proibida, e ouviu pedaços da conversa entre Dumbledore e Snape, e Snape parecia estar dizendo que embora tivesse prometido fazer uma coisa, ele poderia mudar de idéia. Também havia referência à investigação em Slytherin, que Hagrid imaginou ter algo a ver com o colar.

Durante a Batalha na Torre, Hagrid tenta evitar que os Comensais da Morte fujam, mas só consegue atrasar um deles, que põe fogo na cabana. Depois da morte de Dumbledore, Hagrid remove o corpo e o põe em segurança, a mais tarde vai ao encontro dos Chefes das Casas, onde o futuro da escola está sendo resolvido. Hagrid diz que sente não pertencer àquela reunião, mas diz que Dumbledore gostaria que a escola prosseguisse. Ele também diz que os alunos devem querer prestar seus respeitos a Dumbledore, e, portanto, ele não enviaria os alunos para casa no Expresso antes do funeral. No funeral, Hagrid carrega o corpo embrulhado de Dumbledore para o esquife, e depois retorna para o fundo da multidão reunida, onde explode em lágrimas e é confortado pelo meio irmão Grope.

As Relíquias da MorteEditar

Hagrid, novamente usa a moto voadora de Sirius, para transportar o Harry Potter real até a casa de Ted Tonks. Como Hagrid ocupa a maior parte do assento da moto, um sidecar (carrinho extra) foi colocado, no qual Harry se espreme, sua mochila, sua vassoura e a gaiola de Hedwig. A moto foi modificada para soltar teias de paredes e fogo de dragão pelo cano de descarga; eles são usados contra os Comensais da Morte que os perseguem, com pouco efeito, e de fato, no primeiro uso do fogo de dragão o sidecar começa a se soltar e afinal se solta por completo, derrubando Harry e tudo o mais. Hagrid consegue pegar Harry e a única coisa que Harry é capaz de segurar é sua mochila. Assim que os Comensais da Morte tem certeza de que ele é o verdadeiro Harry, eles param o ataque; Harry então apressa Hagrid para chegar à casa de Tonks. Muitos Comensais da Morte, incluindo Voldemort, os rodeiam no fim da viagem; a fuga termina com Hagrid caindo no chão. Quando Harry o alcança mais tarde, ele não está se movendo, mas logo Harry perde a consciência. Quando ele se recupera, pergunta a Ted Tonks onde está Hagrid, Ted lhe assegura que Hagrid está bem. Logo depois Hagrid chega. Ted os apressa para a Chave de Portal que vai levá-los até a Toca, e enquanto esperam a Chave ativar, Hagrid pergunta por Hedwig, e Harry responde que ela morreu; ela havia sido atingida na luta por uma Maldição Mortal dirigida a Harry. Quando chegam à Toca, Hagrid se retira da ação, tentando acalmar os nervos com bebidas.

Hagrid está presente para o aniversário de Harry, usando seu melhor terno peludo e horrível, ele dá ao rapaz uma bolsinha ligeiramente felpuda com um longo cordão, evidentemente concebida para usar ao pescoço. – Pele de briba. Esconda alguma coisa aí e ninguém, exceto o dono, pode tirar. São raras, essas. Harry vai usá-la para guardar diversos objetos que ele sabe que são valiosos, durante o livro.

O casamento de Bill Weasley e Fleur Delacour é no dia seguinte, portanto Hagrid passa a noite lá; no entanto, a Toca está muito cheia para que ele encontre um lugar para ficar, então ele arruma uma tenda do lado de fora. Ele é mencionado de passagem, pouco antes do casamento, ele se confunde onde deve sentar e derruba uma fileira inteira de cadeiras dobráveis, antes de encontrar o banco reforçado que estava arrumado para ele.

Quando Ginny, Neville e Luna, tentam roubar a Espada de Gryffindor, ficam de castigo, que, aparentemente é passado com Hagrid. Na batalha de Hogwarts, Hagrid aparece, voando através de uma janela; aparentemente ele estava visitando Grope na sua caverna fora em Hogsmeade, e quando foi chamado para a luta, pediu a Grope para atirá-lo para dentro dos muros. Grope fazendo confusão, atirou-o pela janela. Mais tarde na batalha, ele é levado pelas Acromantulas, filhas de Aragogue. Mais tarde é encontrado na clareira onde as filhas de Aragogue moravam, e estava sob o comando dos Comensais da Morte. Os Comensais da Morte obrigam Hagrid a levar o corpo, aparentemente, morto, de Harry de volta aos terrenos do castelo. Hagrid está evidentemente, chorando tanto que não percebe o pulso batendo forte no pescoço de Harry. Quando a luta recomeça e Harry se esconde sob a Capa, Hagrid é o primeiro a percebe que ele desapareceu.

Pontos FortesEditar

O ponto mais forte de Hagrid é ser meio gigante. Isso significa que sua pele dura o protege contra muitos feitiços, e ferimentos físicos. Ele também é imensamente forte fisicamente. Embora se esperasse que um meio gigante fosse violento, Hagrid é uma das criaturas de coração mais bondoso que Harry conhece. No entanto ele pode lutar, se necessário. Ele é um dos amigos mais fiéis de Dumbledore.

Hagrid também não tem medo da maioria das ameaças físicas, ficando na frente de um bando de Centauros armados, lidando com perigosos Explosivins e tentando domesticar um dragão. Pode ser que sua bravura seja sua fraqueza, porque isso tende a levá-lo às situações que, quem está com ele não pode suportar, como o Trio.

A posição de Hagrid como meio gigante, permite que ele tente negociar com os gigantes, num nível que os humanos não podem, como é visto no quinto livro. Ele também interage com muitos animais perigosos de forma que, a maioria dos bruxos nem tentaria. Sua relativa força torna as ameaças que aparecem para ele, insignificantes, de modo que ele pode considerar um dragão, como um pet.

Pontos FracosEditar

Depois de ter sido acusado de abrir a Câmara Secreta, ele foi expulso e proibido de usar magia. Sua varinha foi partida em duas (peças que mais tarde, devidamente coladas, foram escondidas em seu guarda-chuva cor-de-rosa, que nunca está longe dele). Isso atrapalhou seriamente sua educação mágica, e o resultado é que ele é muito fraco em magia e em lançar feitiços.

Hagrid tem uma obsessão fora do normal, por todas as criaturas “interessantes”, o que significa normalmente perigosas; aliás, significa extremamente perigosas. Ele tem a tendência de esquecer como certos animais podem ser perigosos, e assim, coloca Harry e seus amigos em situações ruins. Talvez, ironicamente, sua força física se torne uma fraqueza nesse quesito; sendo meio gigante, ele é extremamente forte, portanto pode lidar com criaturas perigosas e tende a esquecer de que os outros não são tão fortes quanto ele.

Em diversas ocasiões, Hagrid falou coisas que eram para serem mantidas em segredo. Isso pode ser considerado um ponto fraco. Emocionalmente, Hagrid é bastante imaturo, embora aparentemente tenha 60 anos. Sua reação imediata, quando tem um problema, é fugir de tudo e de todos, e talvez ficar bêbado. Ele partilha com Harry, a tendência de tentar e fugir de problemas; mas ao contrário de Harry, ele procura não encarar o problema, e só o faz quando é forçado, em geral por Dumbledore ou pelo Trio. Sua confiança é facilmente destruída quando tem que lidar com pessoas opostas a ele, especialmente Draco, o pai de Draco, Lucius e a Professora Umbridge.

Hagrid cozinha mal. O trio em geral, evita aceitar suas sugestões, especialmente os bolos de pedra, que são mais pedra do que bolos. Mas, aparentemente, os bolos de aniversário que ele faz para Harry todos os anos, são bem recebidos.

Relacionamentos com Outros PersonagensEditar

Durante o quarto ano de Harry, ele teve uma relação romântica com a meio gigante diretora de Beauxbatons, Madame Maxime. Em geral, ele tem sido amigo de Harry, Ron e Hermione durante toda a série. Sua opinião é valorizada por Dumbledore, que permitiu que Hagrid ficasse como Guardião das Chaves depois de ter sido expulso.

AnáliseEditar

Hagrid é interessante, em parte, pelo que ele não é. Inicialmente ele parecia uma espécie de figura paterna para Harry, com seu tamanho, gentileza e carinho para com Harry, e o fato importante, o resgate do menino das garras dos horríveis parentes Dursley. No entanto, embora ele seja um conforto e um confidente para Harry, a figura paterna fica muito estranha nele.

Hagrid é algo de híbrido, entre maturidade e imaturidade, que faz dele uma espécie de ligação entre os professores e o Trio. Portanto, embora Harry de fato goste de Hagrid, e o respeite, ele não é um adulto; na verdade, Harry o vê no seu nível: um professor talvez no jeito dos bruxos, mas não a figura paterna. De fato, Harry, Hermione Ron em diversas ocasiões agem como uma espécie de figura paterna combinada, para Hagrid.

  • no terceiro livro, o Trio foi básico para sacudir Hagrid, depois que Bicuço machuca Draco;
  • novamente, no mesmo livro, eles é que o ajudam na defesa de Bicuço, e quem dá apoio moral antes da execução;
  • no quarto livro, é o Trio que o apoia quando ele está caído por Madame Maxime;
  • quando a notícia de que ele é meio gigante é revelada no livro quatro, o Trio é importante para arrancá-lo de dentro da cabana e voltar a dar aulas.

Aliado a isso, existe o hábito de Hagrid usar a bebida para encher a cara, a cada derrota e a cada vitória – embora ele tenha por volta de 60 anos, ainda age como um adolescente.

Hagrid é apto a fazer magia?Editar

Claro que é, embora não deva, pelo menos não nos dois primeiros livros. De fato o vimos fazer duas vezes, nos primeiros capítulos do primeiro livro, quando deu a Dudley um rabinho de porco e quando leva o barco para a terra, usando seu guarda-chuva. Hermione pergunta, antes do Halloween no mesmo livro, se ele usou o feitiço de crescimento nas abóboras de seu jardim, e ele admite ter feito, sem dizer claramente que usou magia. Quando Hagrid e Madame Maxime estavam andando pela Europa visitando os gigantes, para negociar com eles, certamente não poderiam usar magia. Eles estavam sendo observados pelo Ministério e possivelmente também pelos Comensais da Morte. Usar magia perto dos gigantes também iria deixá-los furiosos e não era esse o objetivo deles. Parece que não há proibição com relação a Hagrid usar magia. O leitor porém, tem a impressão de que Hagrid escolheu ser discreto com relação a usar qualquer tipo de magia, mas não sabemos se é proibido ou se ele apenas tem vergonha por ter pouca habilidade mágica.

PerguntasEditar

  1. A vida de Hagrid seria diferente caso ele não tivesse sido expulso?
  2. Como Hagrid demonstrou que pode ser confiável?
  3. Como Hagrid ajudou Harry nos anos que ele esteve em Hogwarts?

SpoilerEditar

Aviso aos leitores de nível intermediário: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

Visão CompletaEditar

In an interview with MSNBC following the publication of Harry Potter and the Deathly Hallows, the following appeared: (a publicação a seguir foi feita depois do lançamento do livro “Harry Potter e as Relíquias da Morte”)

Hagrid, na verdade esteve na mente de Rowling desde o início. Antes do primeiro livro ser publicado, Rowling planejou que Hagrid, é quem carregaria Harry para fora da Floresta Proibida no final do último livro, acreditando que Harry estava morto.
"isso era muito significativo”, disse Rowling. “Hagrid traz Harry dos Dursleys. Ele o leva para o mundo dos bruxos; ele era uma espécie de guardião e guia; e agora eu quero Hagrid para levar Harry para fora da Floresta.”

Nesse contexto, Hagrid pode ser visto como uma parteira, carregando Harry de um estágio da vida para o próximo. No primeiro livro, ele carrega o bebê Harry das ruínas da casa de Godric´s Hollow, para sua nova vida com os Dursleys. Novamente, ele leva Harry a descobrir o mundo mágico e seu papel nele, através da viagem ao Beco Diagonal. E é ele, claro, quem dirige a frota de barcos que leva os alunos de primeiro ano, incluindo Harry, para Hogwarts. No último livro, novamente é Hagrid, quem, pilotando a moto voadora de Sirius (a mesma que levou Harry quando bebê) leva Harry embora da casa dos Dursleys, para sua vida adulta. Portanto, seria apropriado que Hagrid o carregasse para fora da Floresta Proibida, até o local onde ele pode alcançar sua vitória final sobre Voldemort.