Guia dos Trouxas para Harry Potter/Personagens/Winky


Winky
  • sexo = feminino
  • cabelos = nenhum
  • olhos = castanhos
  • família = fala-se em mãe e avó
  • lealdade = família Crouch

Visão GeralEditar

Winky é o elfo doméstico da família Crouch. Ela é intensamente leal a Bartemius Crouch Sr.


Papel nos LivrosEditar

Aviso aos Iniciantes: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

O Cálice de FogoEditar

Vemos Winky pela primeira vez, quando ela está, aparentemente, segurando um lugar no camarote da Copa do Mundo de Quadribol para Bartemius Crouch Sr. embora ela tenha pavor de altura. Hermione fica impressionada, como alguém pode ser tão insensível, a ponto de submeter um elfo doméstico a tanto pavor. Mais tarde, vemos Winky correndo na floresta próxima ao estádio, aparentemente falando consigo mesma, e finalmente, ela é encontrada estuporada, no ponto da floresta onde a Marca Negra é conjurada, segurando a varinha que a conjurou. Depois de perguntas sem fim, sem chegar a uma conclusão, os bruxos do Ministério que estavam ali reunidos, ouviram Bartemius decidir que iria despedi-la, dizendo “Isso significa Roupas!”. Winky fica devastada.

Nós vamos vê-la duas vezes nas cozinhas de Hogwarts; Dobby aparentemente conseguiu um trabalho para ela na escola. Em ambas as vezes, ela estava simplesmente sentada perto da lareira, sofrendo por seu antigo mestre, e cada vez mais bêbada de cerveja amanteigada.

Finalmente, quando Barty Crouch Jr. é desmascarado, ele diz que Winky era uma guardiã para impedí-lo de fugir da casa de seu pai; e, de fato, Winky não esteve apenas segurando um lugar para ele na Copa do Mundo, mas ele próprio esteve lá presente, e foi ele quem conjurou a Marca Negra com a varinha que roubou de Harry, deixando Winky levar a culpa. O Professor Dumbledore chama Winky para tomar conta dele enquanto esperam pelo Ministro da Magia.

A Ordem da FênixEditar

Dobby comenta que, por diversas vezes, precisou de um lugar para colocar Winky de modbldo que ela pudesse se livrar dos efeitos da Cerveja Amanteigada, e encontrou a Sala Precisa. Desde então, Harry usa essa sala para os encontros da Armada de Dumbledore.

Pontos FortesEditar

Winky é um elfo doméstico capaz de fazer magia sem varinha, comum à sua espécie. A magia dos elfos é diferente da usada pelos bruxos humanos, e temos a impressão de que é difícil para os humanos impedir a magia dos elfos domésticos.

Pontos FracosEditar

Winky não consegue imaginar uma vida longe de seus mestres, mesmo tendo sido mandada embora. Embora ela agora trabalhe para Hogwarts, Winky passa a maior parte do tempo se preocupando com a família Crouch. Isso se torna um problema porque viver no passado a impede de fazer algo no presente.

Relacionamentos com Outros PersonagensEditar

Dedicada como são os elfos domésticos, Winky tem uma lealdade profunda a Bartemius Crouch, e, como veremos mais tarde, ao seu filho Barty Crouch Jr. Essa lealdade permanece ainda que ela não esteja mais com a família. Dobby parece achar que Winky é uma amiga íntima. Está certo que eles entraram em Hogwarts juntos, mas Winky provavelmente está tão envolvida em seu próprio sofrimento que sequer pensa em Dobby.

AnáliseEditar

Depois que ficamos sabendo da presença de Barty Crouch Jr., a estranheza de Winky se torna mais compreensível. De qualquer maneira ela é extremamente protetora de Barty, que está sob a Capa da Invisibilidade, e tenta, sem conseguir, mantê-lo sob controle sem poder machucá-lo. Também fica claro porque Bartemius Crouch despede Winky. Como todos os outros bruxos presentes, Harry e o leitor sentem que despedir o elfo é uma punição severa demais, ela apenas estava segurando a varinha de Harry. Sabendo que Barty estava lá, como Bartemius sabia, e logo adivinhando que foi ele quem conjurou a Marca Negra, o crime de Winky foi permitir que Barty saísse do controle, e permitir que ele roubasse a varinha. Isso seria sério o bastante para ser despedida, mas, como Bartemius podia querer que ela controlasse Barty?

Hermione fica furiosa ao ver a escravidão de Winky e começa uma campanha para dar direitos aos elfos domésticos. Embora Dobby seja um exemplo de liberdade dos elfos, poucos bruxos concordam com ela. Hagrid, por exemplo, diz a Hermione que os elfos são felizes como estão, e quando visitamos as cozinhas de Hogwarts, podemos ver que os elfos são dessa mesma opinião. Em determinado momento, é mencionado que Hermione acredita que as centenas, ou mais, de elfos domésticos que trabalham nas cozinhas de Hogwarts poderiam ser envolvidos pela felicidade evidente de Dobby, de ser livre. Harry, particularmente acha que Winky é o exemplo mais poderoso que isso não acontecerá. É como se Winky fosse colocada na história, especificamente para mostrar a complexidade de uma mexida geral na sociedade.

PerguntasEditar

SpoilerEditar

Aviso aos leitores de nível intermediário: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

Visão CompletaEditar

Hermione, como muitos em sua idade, está convencida de que descobriu uma grande injustiça e deve mergulhar nisso de cabeça. O leitor mais velho, pode observar isso, no mundo real, esse tipo de tentativa está condenada; uma pessoa nesse tipo de luta contra tradições entranhadas, não espera fazer qualquer progresso. É crédito da autora, que nos permite observar que, Hermione tenta alterar o status quo e falha; muitos autores não gostariam de ver algum de seus heróis falhar, e nesse caso não se pode exagerar nas expectativas da habilidade de uma criança em mudar o mundo. Enquanto personagens como Hagrid, Sirius e a família Malfoy nos dão a visão dos bruxos dessa batalha, Winky e os elfos das cozinhas, nos mostram o outro lado; que, em muitos casos, os chamados oprimidos, veem sua condição como invejável, e resistem com mais força do que os opressores. A autora pode ter usado esse episódio para mostrar que, esse tipo de mudança só deve ser feito com cuidado e muita calma, nunca pela força.