História da Humanidade/As Civilizações dos Grandes Rios

Searchtool.svg Este módulo precisa ser revisado por alguém que conheça o assunto (discuta).
cheia no Vale do Rift

Editar

As grandes civilizações surgiram, de um modo geral, por causa das tribos nômades que se estabeleceram em um determinado local.

O fator decisivo para que essas tribos pudessem criar raízes num local, era a possibilidade de desenvolver a agricultura.

Toda civilização humana precisa de dois recursos básicos para se desenvolver que são água e terra. Portanto, onde houvesse água em abundância existiria terra fértil, de forma que, o homem poderia plantar, colher, criar animais e, podendo controlar a produção de comida, não teria necessidade de se mudar continuamente.

Os grandes riosEditar

Vamos imaginar então, uma tribo nômade, que depois de tantas andanças, se encontra às margens de um grande rio. Ali eles acampam para ficar apenas por um determinado tempo.

Mas, o local é privilegiado, a terra é fértil, o rio permite que as plantações sejam irrigadas, oferece fartura de água para as necessidades físicas; é navegável, portanto um bom meio de comunicação, transporte e via de comércio. Então não há necessidade de mudar.

Assim esse grupo de nômades vai fincar raízes no local e dar início, possivelmente a uma civilização, que devido a diversos fatores será mais ou menos importante dentro do contexto histórico.

Nesse módulo, os grandes rios que serão mencionados como base de grandes civilizações são: o Tigre, o Eufrates, o Nilo, o Indo e o Huang Ho ou Amarelo.

As civilizaçõesEditar

As grandes civilizações que vamos focalizar aqui, todas, surgiram por volta do quarto milênio a.C. com a característica principal de terem se desenvolvido às margens de rios importantes.

Um pouco da história desses povos será visto nas páginas próprias, aqui faremos apenas um breve resumo.

 
Suméria

SumériaEditar

Essa civilização se desenvolveu na região da Mesopotâmia cujo nome, vem do grego, e significa entre rios. Os rios são o Tigre e o Eufrates, historicamente muito importantes porque a região banhada por eles (hoje o Iraque), foi habitada por povos como os Acadios, Babilônios, Assírios e Caldeus.

 
Egito

EgitoEditar

A grande civilização egípcia floresceu ao longo do vale do rio Nilo. Entre regiões desérticas, o povo egípcio, tinha no rio, o deus que tornava férteis as terras.

Hábeis no controle das águas e irrigação, esse povo contribuiu com conhecimentos diversos, desde a escrita, matemática, medicina, arquitetura, calendário, artes e tantos outros. Seu legado sobrevive, intriga e encanta nos monumentos como as grandes pirâmides, os templos e túmulos.

 
Vale do Indo

Vale do IndoEditar

A civilização do Vale do Indo estava localizada onde hoje é a Índia e o Paquistão e não foi descoberta até 1924.

Ao longo do rio Indo, por volta de 4 000 a.C. já havia, provavelmente, alguma povoação que tinha agricultura e criava animais. Chamada de civilização Harappeana, por causa da cidade de Harappa, não se sabe muito sobre sua cultura e seu povo.

 
Huang He

ChinaEditar

Um vale ao norte da China, ao longo do Huang He ou rio Amarelo, foi berço de uma grande civilização, que por volta de 3 000 a.C. já conhecia a roda, a seda, além é claro, da agricultura e criação de animais. Nessa época ainda não possuíam escrita, que foi desenvolvida por volta de 2 000 a.C.

A civilização chinesa, uma das mais antigas do mundo, não desapareceu, ela continua viva e evoluindo e mesmo nos dias atuais podemos observar, na cultura, religião e filosofia muitos legados da antiga China.

Por volta de 2500 a.C., na região do vale do Indo, desenvolveu-se uma civilização que construiu grandes cidades, onde foram aplicados novos conhecimentos: a civilização do Vale do Indo. A região do Vale do Indo era muito fértil para a agricultura, desde de muito cedo. Veio a atrair muitos povos que se forem ai instalar-se e construir grandes cidades.

As suas principais atividades eram: pecuária, agricultura, comércio e artesanato. Produziam: algodão, linho, cereais, frutos, legumes.