Imigrando e Vivendo No Canadá/Introdução

Sobre o LivroEditar

Esse livro tem como objetivo ajudar a quem está começando a planejar ou considerando se mudar para o Canadá.

Acreditamos que nada substitui uma boa preparação e planejamento e não temos a pretensão de ter todas as respostas aqui. Veja esse livro como o início de sua jornada. Um primeiro passo com uma lista de perguntas que você provavelmente nem sabe que deveria ter respostas para elas. Vamos fazer o nosso melhor para ajudar a responder essas perguntas.

Vamos coletar referências para fontes externas sempre que possível (como sites do governo tipicamente) já que eles têm a informação oficial e atualizada.

Notas iniciais sobre o CanadáEditar

É importante para o brasileiro ter sempre em mente que províncias no Canadá tem muito mais autonomia do que os estados brasileiros. Isso quer dizer que a resposta da maioria das suas perguntas dependerá de onde planeja morar.

  • A grande parte dos serviços como educação, saúde e trânsito são de competência provincial. Conselhos profissionais (conselho de medicina, engenharia, etc.) também. O nível federal em geral se preocupa com a defesa nacional e fronteiras (vistos e alfândega são esfera federal) e coisas que envolvem mais de uma província (a estrada trans-canadense, por exemplo).
  • Quebéc (o lado francês do Canadá) tem algumas liberdades a mais do que outras províncias por questões culturais, históricas e políticas. Quebéc tem seu próprio sistema legal por exemplo e autonomia na seleção de imigrantes (embora o visto final seja dado pelo governo federal).
  • Municípios também podem ter algumas leis e regulamentações próprias. Transporte público é da esfera provincial. Por exemplo, Montreal é a única cidade no Canadá onde não se pode dobrar à direita em sinais de trânsito.
  • Embora a província defina o currículo básico, comissões escolares (que são responsáveis do pré-primário até 12° ano) definem detalhes como horários e calendário. Em geral, cidades maiores terão uma ou mais comissões escolares. Cidades menores podem compartilhar comissões escolares. Em outras palavras, detalhes sobre a escola dos seus filhos vai provavelmente depender do bairro de onde morar.