Língua artificial/Iniciante/Sons


A linguagem falada é muito mais antiga que a linguagem escrita. Muitos conlangers iniciantes tentam construir suas primeiras línguas a partir de palavras escritas sem prestar muita atenção em como elas soarão, mas essa abordagem, embora utilizável, pode se mostrar um caminho errado. Antes de qualquer língua escrita exista, todas as regras que governam o seu funcionamento — as regras da gramática, por exemplo — já existem. Crie os sons da sua língua, a pronúncia das palavras, das letras, dos números e assim por diante. Decida se na sua língua terá alguma coisa adicional, como acentos ou letras especiais, por exemplo, também decida como vai ser os sufixos, como -ada,-agem,-al,-ano,-ar (se seu alfabeto for latino). No inglês, palavras terminadas com O têm som de (ôu),e terminadas com A têm som de (â),também faça uma regra semelhante a esta em seu idioma.

Quais sons você pode criar?Editar

O primeiro passo é decidir quais sons você quer usar em seu idioma. Nenhuma linguagem usa exatamente o mesmo conjunto de sons; por exemplo, o som "th" em inglês não ocorre na maioria dos outros idiomas (embora ocorra em alguns, como no suaíli, grego e espanhol europeu); ao passo que, muitos idiomas contêm sons que o inglês não usa.

Você provavelmente já sabe que os sons são classificados como consoantes e vogais. Ao decidir quais sons usar em seu idioma, geralmente ajuda considerar essas duas categorias separadamente. Uma tabela de sons de consoantes e vogais está disponível em um apêndice (versão em inglês). Não se preocupe por enquanto com os símbolos usados, apenas divirta-se ouvindo alguns dos sons exóticos que você pode querer adicionar ao seu idioma! Use com moderação as combinações para que não fique muito exótico ao ponto de não conseguir pronunciar todos os sons que vai usar, também certifique-se de que que consegue distingui-los facilmente (haverá muito tempo para construir conlangs que você não pode pronunciar "depois" de construir aqueles que você pode - como um malabarista praticando com os olhos abertos antes de tentar com os olhos vendados!). Outra diretriz é: não adicione mais sons do que você realmente precisa. Uma sugestão dê uma olhada nos sons entre duas línguas existentes e veja o quão isso pode ser diferente ou igual, opte por línguas distantes tipo inglês e japonês, para citar duas.

Mas, independentemente dos sons que você decidir usar ou não, lembre-se de que é importante não incluir todos os sons que encontrar, limite-se a um sistema de sons, ao invés de cada som que existe. Se você se deparar com 50 sons sem uma boa razão para isso, provavelmente exagerou. Os sons também devem ser semelhantes entre si de alguma forma, evite ter sons "freak" que não têm parentes. Por exemplo, se você tiver uma oclusiva aspirada (uma consoante dura como "t", com um sopro de ar depois), tente ter mais de uma (mas não "todas" as oclusivas aspiradas). Essas escolhas podem compor e contar uma suposta evolução de seu idioma, caso você esteja pensando ir além.

Escolha uma maneira conveniente de soletrar os sons que você escolheu, para que você possa escrever facilmente sobre eles, e certifique-se de escrever uma explicação clara de quais são suas regras de ortografia. É uma boa ideia imitar as descrições padrão de seus sons, em vez de criar as suas próprias, essa é a melhor maneira de ter certeza de que está claro — até para você, algum tempo depois — apenas os sons que você pretendia. No nível Intermediário deste wikibook, abordaremos a notação amigável ao computador CXS (abreviação de Conlang X-SAMPA), e sua grande brother IPA (o International Phonetic Alphabet), que são formas de soletrar sons sem depender das regras de ortografia de qualquer idioma em particular.

Onde os sons podem ir?Editar

Quando você tiver seus sons, terá que trabalhar em maneiras de juntá-los. As línguas diferem muito nesse aspecto: por exemplo, o inglês geralmente exige que cada sílaba contenha uma vogal, mesmo palavras sem vogal escrita, como o termo matemático "nth", são pronunciadas com um — "enth". Nem todos os idiomas seguem essa regra, alguns, por outro lado, exigem que cada sílaba termine com uma vogal. Se você vai permitir que as consoantes venham depois das vogais no final das sílabas, você pode permitir apenas uma consoante ou pode permitir um encontro (como o inglês). Alguns sons podem ser proibidos de certas posições; por exemplo, o som "ng" em inglês nunca pode iniciar uma palavra, mas em tagalo pode. O inglês permite muitos grupos de consoantes, mas proíbe muitos outros: uma palavra pode começar com str, mas não com zdr. Você pode tomar suas próprias decisões sobre quais clusters permitir; Russo e polonês, por exemplo, não têm problemas com clusters como zdr. Pense também nos dígrafos da língua portuguesa ou de outras línguas.

Quais sons eu quero?Editar

Os tipos de som usados em um idioma (especialmente um idioma temático, como o Élfico) dependem do próprio tema. Por exemplo, uma língua élfica seria muito líquida com muitos aproximantes, enquanto o orc teria menos sons de deslizamento e mais estrangulamentos ásperos. Tenha em mente que existem dois tipos de sons: sonoros e surdos. Sinta-se à vontade para escolher, mas lembre-se de que, se seu pessoal puder fazer um som com voz, provavelmente poderá fazer um sem voz e vice-versa.