Projeto de Amplificador Valvulado/Invenção da válvula eletrônica

Quem, Inventou a Válvula, o rádio e a Eletrônica?Editar

"Se eu vi mais longe, foi por estar sobre ombros de gigantes."(NEWTON, Issac 1675). Começamos com uma citação de Newton, um grande gênio da ciência, para lembrar que ninguém faz um invento “do nada”, existe toda uma atmosfera propícia a isso, os grandes inventores do presente se apoiam nos “ombros” de “gigantes” do passado. Mas Afinal quem inventou a válvula, o rádio e a eletrônica?

EletrônicaEditar

É a ciência que estuda o controle e o fluxo de elétrons no vácuo ou em semicondutores, nasceu ao se ligar a primeira válvula eletrônica, a válvula eletrônica, acelerou o desenvolvimento de computadores binários eletrônicos, que por sua vez acelerou os cálculos e o desenvolvimento de transistores e a microeletrônica, estes por sua vez aperfeiçoaram os computadores eletrônicos binários, fazendo-os cada vez mais potentes e compactos, se hoje (2020) estamos rodeados de alta tecnologia, tudo isso nasceu ao se ligar a primeira válvula eletrônica.

Thomas EdisonEditar

Em 1879,Thomas Edison submete ao escritório de patentes, seu invento, a lâmpada elétrica incandescente. A lâmpada de Edison consiste em um filamento de carbono dentro de um tubo de vidro onde é retirado o ar e faz-se o vácuo, é ligada então uma fonte de corrente contínua, a passagem de corrente pelo filamento, que possui certa resistência provoca seu aquecimento, o material do filamento em altas temperaturas torna-se incandescente, esse é o princípio de funcionamento da lâmpada de Edison, com o tempo de uso, as lâmpadas de Edison ficavam com o vidro escuro. Esse escurecimento do vidro se dá por pelo fenômeno conhecido, como efeito termiônico, o material condutor do filamento quando aquecido, desprende íons no vácuo que com o tempo se acumulavam no vidro escurecendo o mesmo. Em um experimento Edison coloca dentro do vidro da lâmpada uma placa de metal, sua intenção era diminuir o escurecimento do vidro, ao se ligar uma fonte de tensão positiva nesta placa, do inglês “plate” Edison percebeu um fluxo de corrente, o mesmo não acontecia ao se ligar uma fonte de tensão negativa, Edison chamou este efeito de “Efeito Edison” hoje conhecemos como efeito termiônico, e este artefato que ele acabou de inventar é a Válvula Eletrônica Diodo, que permite o fluxo de corrente em apenas um sentido.

Ambrose FlemingEditar

Em 1904, Sir John Ambrose Fleming, patenteou o “Instrumento para detecção e medição de corrente alternada” Fleming é considerado o pai da válvula eletrônica pois ele deu uso prático, a válvula diodo de Fleming ou tubo de vácuo permitiram o desenvolvimento de radiodifusão, serviço telefônico de longa distância, televisão e os primeiros computadores digitais eletrônicos.

O desenvolvimento da válvula eletrônica foi impulsionado pela pesquisa em busca da invenção e aperfeiçoamento do telégrafo sem fio, do rádio e da TV.

Quem inventou o rádio?Editar

Em 1943 a suprema corte dos Estados Unidos deu a autoria da invenção do rádio a Nikola Tesla, Tesla em 1894 demonstrou publicamente a “transmissão sem fios (rádio)” controlando um pequeno barco de brinquedo a distância, e ganhando a “guerra das correntes” travada com Edison. Mas nesta história de invenção do rádio precisamos citar ainda dois outros personagens, o primeiro o brasileiro Roberto Landell de Moura, que formou-se sacerdote em Roma, além de desenvolver sua carreira eclesiástica em diversas paróquias nos estados do Rio Grande do Sul e São Paulo, Landell de Moura, é creditado como sendo pioneiro no estudo da ciência de telecomunicação, em 1892 construiu um “transmissor sem fio de mensagens”, transmitindo experimentalmente com sucesso sinais sem fio entre os anos de 1893 e 1894 entre o alto da Avenida Paulista e o Alto de Santana, na cidade de São Paulo, cobrindo uma distância de 8Km. Em 1899 o italiano, Guglielmo Marconi, com seu projeto baseado no invento de Tesla, teve sucesso na transmissão sem fios do código Morse através do Canal da Mancha, cerca de 33Km. Segundo teoria de 1864 formulada por James Clerk Maxwell, e comprovada por Heinrich Rudolf Hertz em 1888, ondas eletromagnéticas poderiam propagar-se pelo ar e espaço assim como as ondas de luz de mesma natureza eletromagnética.