Suriname/Conclusão

O Suriname é um país que apresenta uma grande dificuldade em consolidar um regime democrático. Isso ocorre, em grande parte, devido à grande diversidade étnica e cultural no país, o que dificulta o consenso sobre as decisões de governo. A instabilidade política prejudica as ações governamentais e, consequentemente, prejudica também o desenvolvimento econômico do país.

O prédio da assembleia nacional do Suriname visto do rio Suriname
Ponte Jules Wijdenbosch, que cruza o rio Suriname e que foi concluída em 2000. O nome homenageia um ex-presidente e ex-primeiro-ministro do país.
Colégio Stähelin, em Paramaribo

A falta de um governo forte gera, também, uma situação de desrespeito às leis e anarquia, favorecendo o tráfico de drogas[1], de armas[2][3] e de prostitutas[4] e episódios de violência como o ataque de quilombolas a garimpeiros brasileiros ilegais na cidade de Albina em 2009.

Cidade de Albina, cenário de violento ataque contra garimpeiros brasileiros em 2009

Referências