Utilizador:Raylton P. Sousa/Sobre

Sobre mim?

  Este usuário não está fazendo edições pois(para aumento de produtividade) está trabalhando localmente no planejamento dos livros escolares
  Este usuário é brasileiro e mora no Brasil.
  Este usuário é um administrador do Wikilivros


  Este usuário é um autodidata.


  Este usuário trabalha na área de informática e computação.
 
Este usuário contribui utilizando conexão em banda larga.


 
Este usuário gosta muito de jogar Xadrez.


 
Viva a Liberdade!

Meu nome é Raylton moro na Bahia, trabalho na área de tecnologia de informação: sou técnico em manutenção e rede de computadores. Também brinco com programação e Design Web.

Sou usuário e defensor dos softwares livres e sou um tanto extremista quanto ao assunto, encorajo a todos o uso de sistemas livres como GNU/Linux assim como de outros softwares livres em geral.

Acredito que o ambiente colaborativo é a forma mais inteligente e rápida de alcançar as metas estabelecidas.

  Este usuário contribui usando GNU/Linux
  Este usuário contribui usando Mozilla Firefox.
  Este usuário prefere licenciar seus arquivos pela GFDL.
  Este usuário prefere contribuir utilizando Software Livre e/ou de Código Aberto.

Eu sou inevitavelmente da área de informática (talvez pela simples falta de aptidão nas outras), no entanto política, filosofia, religião, história, literatura, ecologia, humanitarismo e mesmo física e matemática são áreas que me agradam muito.

Também sou seguidor (por enquanto) de pensamentos como relativismo, criacionismo, racionalismo empírico (isto existe?), anarquismo[1](não confundir com anomismo) etc.

Gosto de mitologia grega, romana, egípcia, sem esquecer dos incas, maias e astecas.

Como disse sou relativista e acho que os pensamentos (as verdades) podem mudar levando em consideração muitos fatores, sendo assim tudo descrito acima pode mudar radicalmente com o decorrer do tempo.


Citações Livros Tarefas Projetos Links Testes Notas
Idiomas   Leitura   Escrita
português    
English    
español    
italiano    
galego    
français    
català    

Referências

  1. Anarquismo significa ausência de coerção e não a ausência de ordem. A noção equivocada de que anarquia é sinônimo de caos se popularizou entre o fim do século XIX e o início do século XX, através dos meios de comunicação e de propaganda patronais, mantidos por instituições políticas e religiosas. Minha posição relativa ao anarquismo tem muito mais relação com a insustentabilidade do capitalismo que com a questionável sustentabilidade do anarquismo, ou seja, não sou totalmente a favor das afirmações do anarquismo, mas reconheço que somente entregando o poder ao povo, sem manipula-lo pode-se resolver o problema... O povo não deve temer seu estado. O estado deve temer seu povo.