Xadrez/Apresentação

O Xadrez é considerado uma arte, uma ciência e um jogo. O objetivo do jogo é simples: vencer o oponente, dando xeque-mate. Para conseguir atingir este objetivo, os jogadores devem, além de dominar os conhecimentos básicos do jogo, saber desenvolver uma estratégia, e implementá-la através de lances de desenvolvimento e de golpes táticos.

O jogador completo de xadrez, não necessariamente um mestre, deve ser capaz de iniciar uma partida, desenvolvendo suas peças de modo a não criar vulnerabilidades sérias no seu lado, e aproveitando as vulnerabilidades que porventura o oponente crie. Deve ser capaz de conduzir o meio-jogo em direção a um final que o favoreça, e deve ser capaz de jogar finais conforme a teoria.

Este manual pretende ser um guia para o novo enxadrista, dando-lhe condições para começar seu caminho em direção a ser um jogador completo de xadrez. Serão abordadas as regras mais básicas do jogo, bem como noções de aberturas, meio-jogo e finais. Não pretendemos esgotar o assunto, criando uma enciclopédia, mas criar um manual, na melhor tradição dos manuais de xadrez brasileiros, como o "Xadrez Básico" do mestre Orfeu G. D'Agostini, ou o "Manual de Xadrez", do mestre Idel Becker.

O material que encontra-se aqui também pode ser encontrado na Wikipédia, espalhado, e em alguns pontos com uma abordagem mais profunda do que a usada aqui. O leitor é convidado a fazer o melhor uso deste manual, e completar seus conhecimentos com informações da Wikipédia ou de outros livros sobre o xadrez, sendo ainda incentivado a melhorar este material, ou sugerir possíveis melhorias em algum módulo usando a página de discussão correspondente.

Como estudar XadrezEditar

O jogador iniciante deve em primeiro lugar buscar conhecer muito bem as regras de xadrez. Deve ser capaz de reconhecer um xeque e distingui-lo de um xeque-mate, aplicar corretamente as leis sobre a captura "en passant" e o roque. Deve também aprender a julgar uma posição de xadrez, avaliando qual o lado está com a iniciativa, e a vantagem. Além disso, deve ser capaz de resolver os problemas de finais que serão apresentados neste manual.

O bom aproveitamento de uma posição passa pela criação e utilização de golpes táticos. Saber onde colocar as peças para conseguir um ganho de material ou de posição é muito importante. Por isto, mais do que saber como movimentar as peças, é preciso saber para onde movimentá-las. O estudo de temas táticos, neste ponto, é importantíssimo.

A teoria de aberturas é um assunto espinhoso e bastante insípido. O jogador novato não deve fazer mais do que aprender os princípios de aberturas, e montar um pequeno repertório para jogar com brancas ou com pretas - as aberturas preferidas. Eventualmente ele irá se deparar com uma abertura desconhecida, ou uma linha que só é familiar a grandes mestres. Nesta situação, o melhor a fazer é jogar obedecendo os princípios do xadrez. Mais importante do que saber (ou mesmo decorar) qual a melhor linha a jogar contra o Gambito do Rei ou a Abertura Grob, é ser capaz de examinar a posição no tabuleiro, detectando pontos fortes e fracos, e montar planos para aproveitar uns e outros.

Baseado nestas idéias este manual é organizado.

Sobre o ManualEditar

Neste manual usaremos a notação algébrica de movimentos. Ela é a única que é aceita pela FIDE e federações e confederações brasileiras de xadrez. Entretanto, recomendamos que o usuário aprenda também a notação descritiva, já que existe muito material enxadrístico de boa qualidade usando esta notação. Além da notação oficial, também serão usadas as Leis do Xadrez da FIDE.