Astronomia mirim/Nuvem de Oort


A Nuvem de Oort é um halo imenso feito de milhões de cometas que está localizada na beirada mais distante do Sistema Solar.

visão artística de como deve ser a Nuvem de Oort

Fatos sobre a Nuvem de Oort:

  • A Nuvem de Oort é o mais longe do Sol que se pode ir sem deixar o Sistema Solar.
  • Os cientistas acreditam que a maioria dos cometas se originam na Nuvem de Oort antes de sair na direção do Sol.

O que é a Nuvem de Oort ?Editar

Os cientistas dizem que há um grupo distante de objetos, feitos de rochas e gelo, que formam uma região em formato de nuvem e ocupa toda a volta do Sistema Solar.

É uma nuvem de objetos tipo cometas, que orbitam muito, muito longe do Sol. Ainda que os cometas sejam muito espalhados e separados uns dos outros, existem milhões deles.

A massa total de todos esses cometas pode ser 100 vezes maior que a massa da Terra. A Nuvem de Oort foi chamada assim em homenagem ao astrônomo holandês Jan Oort, que estudou a idéia original e a desenvolveu, assim a tornou conhecida.

 
como deve ser a Nuvem de Oort – NASA –não está em escala


Quando um cometa passa diversas vezes através do Sistema Solar, o Sol lentamente derrete e vaporiza o gelo e apenas pequenos pedaços de material sólido são deixados para trás.

Mas, se os cometas são todos destruídos quando passam pelo Sistema Solar, então é preciso que novos cometas apareçam. De outra maneira nós não veríamos mais cometas.

Jan Oort usou a idéia da Nuvem de Oort para explicar como novos cometas continuam aparecendo.


Onde fica a Nuvem de Oort ?Editar

Você pode imaginar a distância entre a Terra e o Sol, então os cometas na Nuvem de Oort estão 50,000 a 100,000 mais longe. Isso é 1.000 vezes mais longe do Sol do que Plutão, e cerca de 1/4 da distância até a estrela mais próxima —Proxima Centauri. A luz leva um ano para viajar do Sol até a beirada mais distante da Nuvem de Oort.

Como a Nuvem de Oort começou?Editar

Os objetos da Nuvem de Oort devem ter estado mais próximo do Sol durante a formação do Sistema Solar.

Quando eles passaram perto dos Gigantes Gasosos, a gravidade desses planetas arremessaram esses objetos para órbitas mais distantes.

Os objetos da Nuvem de Oort foram empurrados em todas as direções, transformando a Nuvem de Oort em uma forma arredondada ao invés de tomar a forma de disco.

A gravidade das estrelas que passavam também fez as órbitas desses objetos se tornarem mais circulares, e os empurraram para mais longe do Sol. Mas, algumas vezes a gravidade de outras estrelas distantes pode empurrar os objetos de volta para o Sol. Esses se tornam cometas.


Que objetos existem na Nuvem de Oort?Editar

Um objeto chamado Sedna já descoberto, pode pertencer à Nuvem de Oort (embora atualmente esteja entre o Cinturão de Kuiper e a Nuvem de Oort). Sua órbita se estica a uma distância de 76 à 928 vezes do Sol do que faz a Terra.

Sedna orbita o Sol uma vez em cada 11.250 anos terrestres.

A última vez que Sedna esteve onde está agora, em sua órbita, a última Era do Gelo na Terra estava terminando! Alguns cientistas acham que Sedna deveria ser incluído no Cinturão de Kuiper, tornando o Cinturão maior.