Bichos da mata/Macaco Sauim-de-manaus

Sauim de Manaus.

Sauim-de-ManausEditar

AparênciaEditar

Esse pequeno macaco também é chamado de Sagüi-de-duas-cores ou Sauim-de-coleira. Ele mede 23 cm de corpo e 38 cm de cauda, mais ou menos, e seu peso é por volta de 450 gramas, é mesmo pequenino.

Seu nome científico é Saguinus bicolor, porque ele tem duas cores. A parte da frente do Sauim, os braços, pescoço, tórax e parte das costas tem pelagem branca. A parte de trás do corpo é marrom no dorso e laranja na barriga e parte interna das pernas.

A cabeça e a face têm cor preta e não possuem pêlo. Com exceção do dedo polegar, suas unhas são como garras bem afiadas, apropriadas para escalar árvores.

Onde vive?Editar

Hoje em dia esse macaquinho só vive na região de Manaus e cidades vizinhas, no Amazonas. Ele está nas listas nacionais e internacionais de espécies em extinção.

AlimentaçãoEditar

Seus alimentos preferidos são insetos, frutos, répteis, lesmas, ovos e o néctar dos troncos de árvores.

HábitosEditar

São animais de hábitos diurnos, ou seja, estão acordados durante o dia. Vivem nas copas das árvores, o melhor lugar para quem salta de um lado para o outro com facilidade. Só vão ao chão quando querem beber água.

Seu lugar preferido para dormir e se abrigar são os troncos ocos das árvores.

Esses bichinhos vivem em grupos familiares que variam de 2 a 12 indivíduos e são muito apreciados como animais de estimação

ReproduçãoEditar

Eles costumam ter filhotes uma ou duas vezes por ano e geralmente nascem um ou dois filhotes de cada vez.

Toda a família se envolve no cuidado com os filhotes e servem de modelo para que eles aprendam a caçar e se alimentar.

Os filhotes vivem agarrados nos pêlos do pai, dos tios e irmãos mais velhos, inclusive para atravessarem os galhos e só vão para junto da mãe na hora de mamar. Normalmente os filhotes mamam até os 6 meses.

PredadoresEditar

Seus principais predadores na natureza são o gavião e a jibóia.

Na verdade, o que ocorre é que essa espécie está em processo de extinção por diversos motivos. Um deles é o crescimento da cidade de Manaus, as áreas verdes vão sendo destruídas para dar lugar às construções. Outro motivo é que o habitat do Sauim tem sido invadido por outra espécie, o Sauim Mãos Douradas.

Portanto é preciso preservar as áreas verdes e conscientizar a população de que é necessário proteger esse bichinho para que ele não seja extinto da natureza.