Guia dos Trouxas para Harry Potter/Magia/Estudos dos Trouxas


Estudos dos Trouxas
  • tipo = matéria
  • características =A vida dos Trouxas pela ótica dos Bruxos.
  • Aparece pela Primeira Vez = O Prisioneiro de Azkaban

Visão GeralEditar

Estudos dos Trouxas é uma matéria opcional, trata do modo de vida dos Trouxas e as técnicas que eles usam para compensar a falta de magia, do ponto de vista dos bruxos.

Descrição EstendidaEditar

SpoilerEditar

Aviso aos Iniciantes: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

Essa matéria é ensinada, aparentemente, por Charity Burbage durante os primeiros seis anos que Harry frequenta a escola. Esse curso foi especificamente preparado para ensinar aos bruxos a lidar com os Trouxas. Para seguir uma carreira no mundo da magia, que envolva a ligação com Trouxas, é preciso ser formar nesse curso, incluindo alguns empregos no Ministério da Magia. Depois que a professora Burbage desaparece, a matéria é ensinada pela Comensal da Morte, Alecto Carrow. O curso se torna a maior propaganda contra os Trouxas, abusivo e violento, ensinando como as pessoas não-mágicas são sujas e se comportam como animais.


Hermione frequenta esse curso no seu terceiro ano em Hogwarts. Como Hermione é nascida Trouxa, parece estranho que ela precise aprender sobre os Trouxas; mas parece que seu interesse é saber como os bruxos vêem e interagem com os Trouxas, mais do que aprender sobre Trouxas. No final do ano, apesar de conseguir uma nota acima de trezentos por cento, ela decide abandonar o curso.

AnáliseEditar

A série é permeada de humor, com fatos criados pelos residentes do mundo mágico e sua inabilidade de compreender os objetos e técnicas dos Trouxas. Vemos isso pela primeira vez, com Hagrid, e seus problemas para lidar com o sistema de trens Trouxas. Continua com a paixão de Mr. Weasley pela eletricidade, as estranhas tentativas da família Weasley para lidar com o telefone e o sistema postal, além das esquisitas misturas de roupas de Trouxas usadas pelos bruxos ao se disfarçarem de Trouxas, em várias partes da história.

Oposto a isso tudo, temos que considerar que uma parcela significativa da população mágica ou veio de um ambiente puramente Trouxa, como Harry e Hermione, ou foram criados em famílias com, pelo menos, o pai ou a mãe Trouxa, como Dean Thomas.

De acordo com o que explicamos acima, podemos imaginar qual é a utilidade da matéria, Estudo dos Trouxas. Evidentemente, mesmo os bruxos que fazem esse curso não estão totalmente aptos a se misturar na sociedade Trouxa; mesmo bruxos tão inteligentes quanto Dumbledore, aparentemente acreditam que a cor de ameixa é perfeita para um terno, veja quando ele visita o orfanato Trouxa em O Enigma do Príncipe capítulo 13. Além disso, parece que os filhos Weasley conseguem usar roupas Trouxas sem dificuldade, embora tenham sido criados num ambiente quase que totalmente mágico; e finalmente, no livro A Pedra Filosofal capitulo 6, quando Harry os vê pela primeira vez não percebe nada de estranho com relação a eles, exceto que um deles tem uma coruja na bagagem.

Na verdade, nunca vimos essa aula, até porque é uma das matérias que Hermione cursa separadamente dos dois amigos, portanto o que sabemos é bem limitado.

De acordo com o nome do curso e o modo como os bruxos são ensinados (presumivelmente) por esse ou outro curso similar, é possível imaginar que o currículo do Estudo dos Trouxas seja mais uma visão antropológica da sociedade Trouxa e da tecnologia, provavelmente um tanto ultrapassada, do que um curso para aprender a se misturar no mundo Trouxa.

PerguntasEditar

SpoilerEditar

Aviso aos leitores de nível intermediário: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

Visão CompletaEditar

Por que será que a autora escolheu criar essa matéria, se nunca vimos nenhuma aula dela e parece ser bem pouco prática? Parece claro, no entanto, que é parte útil da educação de um bruxo. Os anos escolares cobertos pela série, dos 11 aos 17 anos, são uma fase crítica da compreensão do mundo pelos jovens, fora do ambiente familiar e das oportunidades de trabalho bem remunerado, portanto é preciso ter pelo menos, uma pequena introdução em cada campo de conhecimento do mundo exterior.

Os Trouxas, é claro, formam a grande maioria da população, e o mundo mágico não pode existir em completo isolamento, pelo menos um pouco do mundo mágico está envolvido com os Trouxas, e, com certeza essa matéria é necessária para oferecer uma base para esse tipo de carreira.

No contexto da nossa história, no entanto, seu papel é bem pequeno. Ninguém do Trio planeja uma carreira no mundo dos Trouxas, portanto, o curso é introduzido no livro O Prisioneiro de Azkaban, apenas para que Hermione receba notas máximas e depois o abandone por falta de tempo. Depois disso, a única outra menção é Voldemort matando a professora do curso, no livro As Relíquias da Morte capitulo 1, por ter tido a coragem de publicar algo contrário à opinião dele. Essa última nota tem muito pouco a ver com o curso, ela ocorreu apenas, para mostrar a falta de humanidade de Voldemort. A Professora Burbage foi sacrificada porque escreveu um artigo simpático aos Trouxas, e também ressaltou o fato de Hogwarts e seus ocupantes não serem invulneráveis.