História da Nova Zelândia /Neozelandeses Famosos

Neozelandeses FamososEditar

 
Sir Edmund Hillary na Polônia, 2004


Edmund Hillary


Em 29 de maio de 1953, Edmund Hillary se tornou a primeira pessoa a alcançar o cume do Monte Everest com o guia nepalês Tenzing Norgay (o cume na época estava 29,028 pés acima do nível do mar).

Quando voltou, ele foi sagrado cavaleiro pela rainha Elizabeth II.

Sir Edmund Hillary se tornou famoso quando a notícia de que ele havia alcançado o topo do Monte Everest se espalhou, mas ele ainda não tinha terminado com o assunto.

Ele liderou a divisão da Nova Zelândia na expedição Trans-Antártica de 1955 a 1958. Nos anos 1960, ele retornou ao Nepal para construir clínicas, hospitais e escolas para o povo nepalês.

Também convenceu o governo local a aprovar leis para proteger suas florestas e o entorno do Monte Everest.


Nos anos 1970, muitos livros sobre a jornada de Hillary subindo o Monte Everest foram publicados.

Edmund Hillary é um dos mais famosos cidadãos da Nova Zelândia e sua efígie aparece na nota de cinco dólares. Ele faleceu em 11 de janeiro de 2008.


Ernest Rutherford


Ernest Rutherford foi um físico nuclear que ficou famoso como “pai” da física nuclear.

Ele descobriu e deu o nome das radiações alfa e beta, descobriu o núcleo do átomo e o próton e sugeriu que o nêutron existia.

Em 1908 Rutherford convenceu seus alunos Geiger e Marsden a fazer o experimento de bombardear uma folha de ouro com radiação alfa para medir o espalhamento dessas partículas.

Rutherford nasceu em Brighwater, Nova Zelândia, mas viveu na Inglaterra durante muitos anos.

Aos 37 anos recebeu o Prêmio Nobel da Química ao explicar a radioatividade. Também recebeu outros prêmios: Medalha Rumford (1904), Medalha Elliott Cresson (1910), Medalha Matteucci (1913), Medalha Copley (1922), Medalha Franklin (1924), Guthrie Lecture (1927), Medalha Faraday (1930),

Rutherford aparece na nota de cem dólares da Nova Zelândia.