História da Nova Zelândia /O Governo Colonial

O governo colonialEditar

 
Bandeira da Nova Zelândia Colonial


Mesmo depois que a Nova Zelândia foi anexada à Grã Bretanha, ela era dependente de New South Wales.

No entanto, em 1841, a Nova Zelândia foi transformada em colônia de fato com todos os seus direitos. Como colônia ela herdava as práticas políticas e instituições do governo do Reino Unido.

O governo do Reino Unido iniciou o primeiro governo da Nova Zelândia, nomeando governadores, nomeando os conselhos executivo e legislativo.

Em 1852, o Parlamento Britânico aprovou a Lei Constitucional da Nova Zelândia, que previa a eleição dos seus representantes e do conselho legislativo. A Assembléia Geral se reuniu pela primeira vez em 1854.

A Nova Zelândia efetivamente governou a si mesma, em todos os assuntos domésticos exceto na “política nativa” até 1856. O controle sobre a política nativa foi passado ao governo colonial na metade dos anos 1860.

A primeira capital do país foi Russell, localizada em Bay of Islands, assim declarada pelo governador Hobson, logo após a Nova Zelândia ser formalmente anexada.


Em setembro de 1840, Hobson mudou a capital para as margens de Waitematã Harbour, onde Auckland foi fundada. A sede do governo foi centralizada em Wellington em 1865.

Governos Provinciais da Nova ZelândiaEditar

 
fronteiras originais das províncias da Nova Zelândia


De 1841 até 1876, as províncias tinham seus próprios governos provinciais. Originalmente, havia apenas três províncias, definidas pela Carta Régia.

  • New Ulster (North Island ao norte de Patea River)
  • New Munster (North Island ao sul de Patea River, além de South Island)
  • New Leinster (Stewart Island)


Em 1846, as províncias foram reestruturadas. New Leinster foi removida, e as duas províncias restantes foram ampliadas e separadas do governo colonial.


As províncias então ficaram assim:

  • New Ulster (Toda a North Island)
  • New Munster (A South Island mais a Stewart Island)


As províncias foram reformadas novamente pela Constituição da Nova Zelândia 1852. Nessa constituição, as antigas províncias de New Ulster e New Munster foram abolidas e então foram criadas seis novas províncias:

  • Auckland
  • New Plymouth
  • Wellington
  • Nelson
  • Canterbury
  • Otago


Cada província possuía sua própria câmara legislativa, que elegia seu porta voz e superintendente.

Qualquer homem acima de 21 anos que possuísse uma propriedade, ganhando £50 poderia votar. Os eleitos ficavam no cargo por quatro anos.

Quatro novas províncias foram acrescentadas entre novembro de 1858 e dezembro de 1873. Hawkes Bay se separou de Wellington. Marlborough de Nelson, Westland de Canterbury, e Southland de Otago.

Logo, os governos provinciais se tornaram motivo de debates políticos na Assembléia Geral.

Eventualmente, sob o comando do primeiro ministro Harry Atkinson, o governo colonial aprovou a Abolição das Províncias 1876. Assim, os governos provinciais foram eliminados, em seu lugar voltaram as regiões. As províncias finalmente deixaram de existir em 1 de janeiro de 1877.}