História da Nova Zelândia /Primeiros Ministros do Século Vinte e Um

Primeiros Ministros da Nova Zelândia no Início do Século Vinte e Um (1999-2008)Editar

Helen ClarkEditar

 
Helen Clark

Helen Clark (nascida em 26 de fevereiro de 1950) ocupou o cargo no virada do século 21, assumindo o posto após as eleições de 1999 e servindo até a derrota do partido trabalhista nas eleições de 2008.

Clark foi a segunda mulher a ocupar o cargo de primeiro ministro no país, servindo durante 3 mandatos e liderando o partido trabalhista desde 1993.

Durante o governo de Clark, houve mudanças significativas no bem estar social, especialmente no programa Trabalhando para Famílias. No seu mandato também houve mudanças nas leis de relações industriais e ela aumentou o salário mínimo seis vezes.

Outras mudanças incluindo abolição de juros sobre empréstimos para estudantes (após as eleições de 2005) e a introdução de 14 semanas pagas para os pais de recém-nascidos.

O governo de Helen Clark também amparou algumas leis altamente controversas como, a provisão legal para uniões civis. Leis desse tipo de alguma forma abalaram a fé do povo no governo.

Sob o governo de Clark, a Nova Zelândia manteve sua política nuclear livre, embora ao custo de uma concordância de comércio livre com os Estados Unidos.

 
John Key

Clark e o partido trabalhista também se recusaram a participar ao lado dos Estados Unidos, da invasão do Iraque. Em março de 2003, com relação a coalizão liderada pelos Estados Unidos para ações na guerra do Iraque, Clark disse o seguinte ao jornal Sunday Star Times:

"Eu não acredito que esse 11 de setembro sob a presidência de Gore teria essa consequência para o Iraque.”

Após essa declaração ela enviou uma carta a Washington pedindo desculpas por qualquer ofensa que esse comentário possa ter causado.


John KeyEditar

John Key (nascido em 9 de agosto de 1961) foi escolhido como o 38º primeiro ministro da Nova Zelândia em 8 de novembro de 2008 como líder do governo nacional.

O partido nacional formou uma coalizão com o ACT, o Maori e o Futuro Unido, para concorrer ao governo.

O partido Trabalhista (liderado por Phil Goff), o partido Verde e os Progressistas fizeram a nova oposição.

John Key foi o primeiro homem a ocupar o cargo de primeiro ministro no país em mais de uma década, sucedendo a Jenny Shipley (1997-1999) e Helen Clark (1999-2008).