Introdução à Biologia/Ecologia/Populações

Em biologia (principalmente na ecologia) e também em demografia, chama-se dinâmica populacional à disciplina que estuda as variações das populações de seres vivos de determinada espécie.

CrescimentoEditar

A capacidade de crescimento de uma população biológica está relacionada à sua capacidade de reprodução em determinado intervalo de tempo. Essa capacidade é chamada de potencial biótico. Alguns fatores podem influenciar no crescimento de uma população, aumentando ou limitando. A presença de alimento é um fator que pode acelerar o crescimento de uma população. Por outro lado, a falta de alimento é um fator limitante, pois os indivíduos morrem de fome, ou crescem subnutridos, deixando menos descendentes. O mesmo acontece com a água, por ser indispensável à vida, é um fator limitante muito crítico.

Outros fatores limitantes ao crescimento populacional são: falta de espaço e de abrigo, a presença de competidores, predação, clima, etc. O conjunto de fatores limitantes resultam em uma “Resistência do Meio”.

Podemos concluir que:

Crescimento Natural de uma População = Potencial Biótico - Resistência do Meio

Densidade populacionalEditar

A fórmula para densidade populacional é dada: número de indivíduos/área

Fatores que alteram a densidade:

  • taxa de natalidade (N)
  • taxa de mortalidade (M)
  • taxa de imigração (I)
  • taxa de emigração (E)

EquilíbrioEditar

Em uma população em equilíbrio, temos:

N + I = M + E

Ou seja: a variação positiva (natalidade + imigração) é igual à negativa (mortalidade + emigração).