História da Nova Zelândia /Guerras da Nova Zelândia

Rangiriri pa, local da batalha em 1863

Guerras NeozelandesasEditar

Foram uma série de conflitos – em especial na North Island entre os nativos maoris, as tropas britânicas e os colonos ocasionais.

As causas para essas guerras, se acredita, foram a chegada repentina de colonos da Europa (em maior quantidade do que os maoris imaginavam), e as lutas pelo controle das terras que se seguiram.

Também, muitos chefes achavam que os britânicos não estavam cumprindo sua parte no acordo do Tratado de Waitangi. Houve pelo menos nove guerras distintas, que foram:


O confronto Wairau – 1843Editar

Na primeira batalha das Guerras Neozelandesas, 49 colonos armados de Nelson tentaram forçar uma venda de terras com os maori da tribo Ngati Toa.

As terras em Wairau Plains já haviam sido supostamente compradas anteriormente pela Companhia da Nova Zelândia, mas os maoris locais discordavam disso.

Os direitos às terras estavam sob investigação, na época, pelo Comissário de Reivindicações de Terras, William Spain, mas a partir do momento em que os maoris queimaram a cabana do supervisor das terras em Wairau Plains, alguns colonos de Nelson decidiram tomar a decisão por sua própria conta.

As escaramuças iniciais não foram bem sucedidas, com os maoris se recusando a sair das terras. Quinze maoris e colonos foram mortos, onze europeus capturados e por volta de 39 colonos fugiram.

O novo governador Robert FitzRoy, considerou invasão da tribo Ngati Toa mas, finalmente, decidiu contra porque os colonos erraram ao decidir por sua própria conta.

 
Hone Heke cortando o mastro da bandeira britânica em Kororareka.

A guerra do norte - 1845-46Editar

A guerra do norte envolveu a perseguição do exército britânico a Hone Heke e Kawhiti da tribo Nga Puhi, depois que Heke tentou cortar o mastro da bandeira Britânica pela quarta e última vez, para mostrar que o império britânico era fraco.

Esse ataque resultou na destruição, queimada e saques da capital da Nova Zelândia, Kororareka, depois que Kawiti e Heke atacaram os britânicos em março de 1845.

As três maiores batalhas na guerra do norte foram em Puketutu, Ohaeawai e Ruapekapeka.

A guerra Wellington-Hutt - 1846Editar

Confrontos seguidos por causa de venda de terras no Hutt Valley foram a causa da guerra Wellington-Hutt War, que ocorreu entre a tribo Ngati Toa, colonos e o exército britânico.

A tribo Ngati Toa fugiu para se refugiar no norte.


Guerra Wanganui - 1847-48Editar

Disputa pela venda de terras levaram ao conflito em Wanganui. Wanganui foi atacado por Topine Te Mamaku.


Guerra North Taranaki - 1860-61Editar

A guerra estourou em North Taranaki em março de 1860 por causa de um pedaço de terra que o chefe Te Atiawa queria vender para a Coroa Britânica, mas muitos membros da tribo não concordavam.

Os maori que se opuseram à venda foram liderados por Wiremu Kingi.

O governador logo mandou fiscais para o local, mas, os membros da tribo Te Atiawa, que se opunham à venda os impediram de passar. Eles construíram um Pa dentro do canto sudeste do terreno.

Em 17 de março de 1860, o exército britânico marchou de New Plymouth e abriu fogo sobre o Pa.

Outras batalhas ocorreram em Puketekauere, Mahoetahi, No 3 Redoubt e Te Arei.

O exército britânico prevaleceu sobre os maori e uma trégua foi assinada em Te Arei Pa em 1861.

Invasões em Waikato - 1863-64Editar

Uma das maiores guerras Neozelandesas, a invasão de Waikato foi uma invasão maciça do exército britânico no distrito considerado a Casa do rei maori, o Waikato.

O exército britânico finalmente derrotou Waikato e seus aliados em Orakau em 1864.

O rei maori fugiu e se refugiou entre a tribo Ngati Maniapoto.

 
o reduto da polícia armada em Opunake Taranaki

Tauranga - 1864Editar

Grandes batalhas foram lutadas entre a tribo Ngai Te Rangi, o exército britânico e os colonos em Gate Pa e Te Ranga.

Guerra Central-Sul Taranaki - 1863-69Editar

A tribo Ngati Ruanui, que estava ajudando as outras tribos na guerra norte Taranaki, retornou ao sul Taranaki após a guerra, e atacou Tataraimaka em 1863.

O exército britânico foi enviado para a área a fim de controlar os maori. O exército foi finalmente substituído pela Polícia Armada da Nova Zelândia, e pode retornar para casa, na Inglaterra.

Guerra da costa leste - 1868-72Editar

Te Kooti, da tribo Rongowhakaata, fugiu da prisão em Chatham Islands, e junto com seus seguidores foi caçado através da North Island. Eventualmente ele se refugiou em King Country.